A chegada em Moscou

Quando chegamos no aeroporto Sheremetyevo em Moscou, me senti como se estivesse entrando numa medina marroquina, tamanha a quantidade de taxistas que nos abordaram oferecendo os seus serviços em várias línguas. Ainda bem que, ao contrário dos marroquinos, os russos não são insistentes e um “no thanks”, mesmo sorrindo, foi mais do que suficiente para me livrar deles.

Passado o primeiro impacto e antes de pensar em qualquer meio de transporte para nos levar para o hotel, tínhamos que resolver uma pendência com a Aeroflot Nord, ou seja, deveríamos trocar a confirmação eletrônica dos nossos próximos vôos por passagens de papel no escritório da companhia aérea.

O “detalhe” é que o tal escritório fica no Terminal 1 do aeroporto e nós estávamos no Terminal 2 e precisávamos descobrir como mudar de terminal. Balcão de informações em aeroporto serve pra isso, certo? No resto do mundo, pode até ser, mas não por ali!

Talvez a senhora do balcão de informaçoes até falasse inglês, pois parecia que estava entendendo tudo o que perguntávamos, mas nao se deu ao trabalho de emitir um unico som e se limitou a apontar para o lado de fora do aeroporto.

Nao, nao adiantava insistir. Quanto mais eu perguntava, mais feia era a sua cara até chegar ao ponto de nao apontar mais para lado nenhum e me ignorar completamente. Resolvemos seguir a direçao apontada para tentar descobrir a segunda pista do mapa do tesouro…

A sorte fala mais alto e encontramos uma senhora da Aeroflot que estava providenciando transfers de um terminal a outro de seus passageiros em transito. Essa senhora foi muito gentil e nos indicou onde deveriamos pegar o onibus 817, que faz a viagem entre os terminais, e ainda informou que o tal onibus passa de 15 em 15 minutos e custa 25 rublos.

A pergunta que nao quer calar: por que quem é pago para fornecer este tipo de informaçao nao as fornece???

Menos de 10 minutos de espera e o 817 aparece. O que eu tinha visto no consulado da Russia em Milao se confirmou: a fila funciona na base da cotovelada e de que quem grita mais alto. Uma confusao de malas e pessoas tentando entrar ao mesmo tempo, como se aquele fosse o unico e ultimo onibus do mundo.

Além da confusao da fila, esse onibus foi a coisa mais absurda que vi, pois, se é um onibus que viaja de um terminal a outro em um aeroporto, é de se supor que as pessoas estejam carregando bagagem, mas mesmo assim, apos pagar a passagem diretamente ao motorista, as pessoas devem fazer mil malabarismos para passar com as malas numa catraca estreitissima.

Bem ou mal, chegamos finalmente no terminal 1, onde se localiza o escritorio da Aeroflot Nord para pegarmos as nossas passagens. Na confirmaçao eletronica da passagem estava escrito que poderiamos pegar as nossas passagens a qualquer momento e que o escritorio funciona 24h.

Mentira deslavada! Na porta do escritorio tinha un cartaz enorme com (imagino) os horarios de funcionamento e, é claro, quendo chegamos, estava fechado. O jeito era esperar, fazer o que…

Enquanto esperavamos, fomos procurar o balcao de informaçoes para descobrir como chegar ao nosso hotel, na esperança de que, desta vez, as informaçoes fossem mais, digamos, precisas.

Pasmem! A moça do balcao de informaçoes de um aeroporto em Moscou nao falava ingles!!! Pelo menos foi gentil, telefonou para Deus sabe onde e me passou o telefone. Do outro lado da linha, uma fulana começou a explicar que teriamos que pegar um onibus, depois o trem, depois mudar de estaçao, bla, bla, bla… Nao me pareceu muito simples, principalmente com malas pra carregar, entao achamos por bem investir 2000 rublos num taxi do aeroporto até o hotel.

Apos enfrentar mais uma classica fila na base de cotoveladas, finalmente conseguimos retirar nossas passagens e eu ja estava amaldiçoando o dia que decidi visitar a Russia.

Mas todo esse perrengue foi rapidamente esquecido quando avistamos, ainda da janela do taxi, pedaços da Praça Vermelha e da Igreja de Sao Basilio. 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

29 thoughts on “A chegada em Moscou

  • 29/08/2008 at 05:45
    Permalink

    Oi luísa tudo bem? Deves estranhar a minha ausência na consulta ao teu blog, pois pelo meu lado sobretudo na minha família as coisas não estão muito bem a nivel de saúde, mas quando posso dou uma vista de olhos ao teu blog. bjs
    Moscovo é uma das cidades que aprecio muito,é muita bonita, era um dos locais de sonho que gostaria de conhecer.

    Reply
  • 29/08/2008 at 09:22
    Permalink

    Nossa, essa histórica que todo mundo fala inglês por aqui é mito!!! Passei trabalho nas minhas últminas viagens… em Praga foi um sufoco, imagina! Até na Grécia sofremos um pouco, a sorte é que por causa das Olimpíadas de 2004, havia muita informação em inglês nas placas da cidade, mas em Praga, nem isso! Tcheco, grego, russo…quem vai entender isso! 🙂

    Reply
  • 30/08/2008 at 21:18
    Permalink

    Quando fui a Russia, a mesma coisa… E, alem de tudo má vontade, pois em outros lugares onde estive como Nanimbia, Turquia, e ltiunaia, nem sempre as pessoas falavam ingles, portugues, e espanhol, que domino bem, ou frances no qual eu me viro, mas a boa vontade era a regra, e não a má vontade da Russia… Mas, o pais é muito bonito, eu é que não tenho a coragem que voce teve de fazer tudo por conta própira…

    Reply
  • 31/08/2008 at 17:39
    Permalink

    Oi Luis,

    Que chato… Espero que seus problemas se resolvam da melhor maneira possível.

    Bjs

    Reply
  • 31/08/2008 at 17:41
    Permalink

    Oi Glenda

    Vc tem razão, basta sair um pouco da rota de turismo de massa e os “problemas linguisticos” se tornam mais evidentes.

    Mas o problema da Russia, além do linguístico, é a má vontade! Eles não estão nem aí para o turista…

    Bjs

    Reply
  • 31/08/2008 at 17:45
    Permalink

    Oi Ernesto,

    Mais do que a lingua, a nossa dificuldade maior foi mesmo a má vontade russa….
    Mas o que eu achei impressionante é que a má vontade vigora tão somente quando eles estão trabalhando. Todas as pessoas com quem cruzei pela rua e pedi informações foram super solícitas, mesmo sem saber um “a” em qualquer outra lingua.
    Vai entender…

    Bjs

    Reply
  • 01/09/2008 at 23:08
    Permalink

    Eu senti o mesmo, mas na rua, as caras eram muito variáveis, do auxilio, ao desprezo total. Estou adorando seu diário, e suas experiencias, mas realmente como destino, é dos “já fui”….Qualquer mínima vontade de voltar se acabou… Eu gosto do desconhecido, mas a má vontade, e a falta de comprensão me estressam….e, eu viajo para desetressar, não para me estresssar. E, como não bastasse, a Russia esta um destino meio caro….

    Reply
  • 04/09/2008 at 10:50
    Permalink

    Ernesto,

    A Russia nao é mesmo o melhor lugar para se desestressar… Pelo contràrio! 🙂

    Adorei ter ido, mas é um daqueles lugares que se visita uma vez na vida e nao volta mais…

    E além de ser um destino dificil e caro, tà em guerra! é pra espantar qq um!

    Bjs

    Reply
  • Pingback: Arkhangelsk « Arquivo de Viagens

  • 16/04/2009 at 19:44
    Permalink

    Olá, desculpe o atraso na consulta mas só agora passei a visitar sites de viagem, pois estou organizando uma. Li os comentários mas nem assim desanimei de fazer uma viagem por conta propria. Não gosto de grupos…
    Qual a melhor maneira (custo-benefício) de ir de Praga a Moscou? Trem (exite?), avião…
    Quero atravessar a Europa, de Lisboa finalizando em Moscou.

    Obrigada

    Reply
    • 16/04/2009 at 23:01
      Permalink

      Oi Fernanda,
      Eu acho super viavel uma viagem por conta propria a Moscou, se vc tiver paciencia pra lidar com a burocracia russa e gostar de organizar viagens, é claro!
      Não sei te dizer qual a melhor maneira de ir de Praga a Moscou, pq sai de Milão e fui de avião. Nem cheguei a pesquisar trens…
      Pra ver as opçoes de voo, usa o http://www.skyscanner.com ou o http://www.zingarate.it, e para os trens, a melhor opção para ver horarios e duraçao da viagem (vc nao vai conseguir comprar) é o site das ferrovias alemas. Ou entao tenta diretamente o site das ferrovias russas, mas se vc nao entender russo, pode ser um problema!:)
      Bjs

      Reply
  • 04/09/2009 at 04:12
    Permalink

    pessoal
    to doido pra ir pra rússia!
    quais os problemas?
    é caro? vou de onde? praga? berlim?
    só falo inglês e português….
    muito museu?
    noitada?

    abraços

    Reply
  • 08/09/2009 at 16:54
    Permalink

    Oi Gabriel

    A Russia è um destino que vale a pena! Leia os outros posts que eu fiz que vc vai ter a resposta para as suas perguntas.

    Bjs

    Reply
  • 10/12/2009 at 03:31
    Permalink

    oi luisa.

    estou tendo séeeeeeeeeeerias dificuldades em arrumar o visto.

    como conseguiu?

    o hotel te mandou os documentos?

    qual hotel vc ficou?

    preciso de informações por favor, afinal os russos não estão me ajudando em NADA pra que eu possa visitar o país!

    beijos e grato desde já!

    Reply
  • 01/05/2010 at 20:59
    Permalink

    Tchê!
    2000 Rublos de táxi!!!!! R$ 226,00!
    Está certo isso? Não seriam 200 Rublos?

    Reply
    • 03/05/2010 at 09:58
      Permalink

      Oi Sidnei
      Foram 2000 rublos sim. 🙂
      Mas a cotaçao de hj diz que 2000 rublos equivalem a 118 reais ou 52 euros.
      Tà mais barato que taxi em Milao…
      Bjs

      Reply
  • 06/08/2010 at 17:43
    Permalink

    No site da embaixada russa, há uma notícia sobre um acordo com o Brasil, assinado em junho, dispensando o visto.

    Reply
    • 30/08/2010 at 23:46
      Permalink

      Oi Marcos
      Ficou mais facil viajar pra Russia! Ja estou pensando em voltar!
      Adorei o pais!
      Bjs

      Reply
  • 04/09/2010 at 13:53
    Permalink

    Luisa, to amando seus relatos, mas definitivamente Rússia com tanto perrengue, não sei se encaro. Na Hungria já foi difícil me comunicar e comprar passagens/transportes. Imagino que na Rússia isso se multiplique por mil. Linda sua viagem.

    Reply
    • 07/09/2010 at 10:09
      Permalink

      Obrigada, Paula
      Acho que o perrengue na Hungria nao deve ser muito diferente do perrengue russo… Lingua incompreensivel dificulta a vida do turista em qq lugar do mundo! 🙂
      Tem que se armar de muita paciencia e fazer o dever de casa direitinho, senao os perrengues, ao inves de darem tempero, transformam a viagem num inferno!
      Bjs

      Reply
  • 13/12/2010 at 18:54
    Permalink

    OLÁ PESSOAL,
    TAMBÉM PENSAVA QUE A RÚSSIA ERA UM DESTINO CARO, ATÉ ENCONTRAR UMA OPERADORA TURISTICA QUE SE CHAMA SLAVIAN TOURS.
    http://www.slaviantours.com/
    NELA, PODEMOS ENCONTRAR PACOTES TERESTRES NA RUSSIA (MOSCOU E ST.PETERSBURG) DE 6 NOITES, APARTIR DE 770EUROS POR PESSOA.
    VOU PARA LÁ EM MAIO/11, ONDE PODEREI VER DE TPERTO AS FAMOSAS “NOITES BRANCAS”.

    ABRAÇOS,

    ANTONIO

    Reply
  • 31/12/2010 at 01:21
    Permalink

    Ola,

    pretendo ir para Russia em fevereiro e gostaria de ter uma nocao de quanto vamos gastar. Estamos indo em 04 amigos vindos da Turquia. QUanto tempo preciso e o que mais vale a pena conhecer. Pensamos em no maximo 05 dias.
    um abraço,
    Rosana

    Reply
    • 12/01/2011 at 01:32
      Permalink

      Oi Rosana
      Cada um sabe o tamanho do proprio bolso… A Russia tem opcoes para todos!
      Bjs

      Reply
    • 12/03/2011 at 16:17
      Permalink

      Rosana,
      Estou indo agora em maio e vendo tua informaçao acima, como foi de viagem?
      Dá-me tuas impressões sobre Moscou, S.Petersburgo? tuas dicas de como aproveitar melhor. Passarei 3 dias em Moscou e 2 S.Peter.
      Grata pela sua gentileza.
      Cleide

      Reply
  • 09/01/2011 at 00:15
    Permalink

    Olá pessoal,
    Pretendo ir até Saratov na Russia, onde deverei passar por Moscow. Alguém poderia me ajudar me dando algumas dicas de como chegar até lá sem maiores problemas ? Falo português e um pouco de inglês. Eu soube que existe um trem saindo de Moscow para Saratov, mas não sei se tem algum avião para lá.

    Reply
  • 01/06/2011 at 15:45
    Permalink

    Por favor, vc pode me dar uma informação? preciso comprar passagens para sao petersburgo e gostaria de comprar pela aeroflot pois sei que é mais barato, só não sei aonde comprar, meu filho ira estudar lá e eu tou correndo procurando no google mas ainda nao achei nenhuma agencia que venda, estou em manaus-AM e ele vai de São Paulo pra lá. Obrigada.

    Reply
    • 16/06/2011 at 09:41
      Permalink

      Entra no site da Aeroflot. Teoricamente eles vendem on line. Senao deve ter algum numero de telefone ou email para pedir informaçoes.
      Bjs

      Reply
  • 30/06/2011 at 02:05
    Permalink

    Adorei suas dicas. Estou indo para lá em outubro. Apesar de já ter ido em 1994, será quase como uma nova primeira vez.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *