Aït Benhaddou

Se tem um lugar no Marrocos que merece ser visitado esse lugar é Ait Benhaddou, uma kasbah perto de Marrakech. Bom… não é tão perto assim, umas 3 horas de viagem de carro, mas vale o esforço, além disso, a viagem é bem tranquila e a estrada até lá é bem boa.

Poucos quilômetros antes de chegar a Ait Ben Haddou, avistamos 1 ônibus de turistas parado no meio da estrada e algumas crianças marroquinas num lugar que parecia um mirante… Paramos também, é lógico! Para nossa sorte, o ônibus já estava indo embora e ficamos só nós e as crianças… Essa parada foi uma pequena amostra do que viria pela frente: uma kasbah (não descobri qual) maravilhosa e crianças de uns 8 anos querendo bancar as guias…

Eu já tinha aprendido como lidar com guias insistentes, então nem me incomodava mais… Não dava bola e pronto…

Pois bem.. Ficamos ali uns 10 minutos curtindo a vista e, na hora de ir embora, uma criança mais novinha, uns 5 ou 6 anos, me fez um gesto de que estava com sede e me pediu água. Meu coração se despedaçou… Não dá pra recusar água para uma criança, né? Principalmente naquele lugar desértico e quente!

O problema é que a nossa água tinha acabado, a única coisa que eu tinha no carro eram umas latinhas de Coca Light quente. Dei uma latinha pro menino e em dois segundos meu carro se viu invadido por moleques que se apoderavam das minhas latas de Coca Cola sem ao menos pedir! Pareciam uma nuvem de gafanhotos devastando tudo por onde passavam! Deu até medo, tamanha selvageria. Joguei a sacola com as latas de refrigerante bem longe, fechei bem as portas e janelas e fugimos dali o mais rápido possível!

Passado o susto, pelo retrovisor pude ver os moleques que tinham Coca Cola fazendo pirraça para aqueles que não tinham… O clássico: “eu te-nho, você não te-em!” em versão marroquina…

Finalmente Ait Benhaddou. Um estacionamento amplo, uns 10 carros com placa da França e uns 3 ônibus de turistas. Após o estacionamento, uma “rua” com algumas lojinhas, uns vendedores desanimados na porta e a kasbah nos esperava!

Mais do que depressa nos dirigimos a ela.

Perto da entrada, fomos barrados por um grupo de uns 5 ou 6 adolescentes, que falavam pelo menos umas 5 línguas diferentes, que não queriam nos deixar entrar… Diziam que o lugar onde estávamos indo era propriedade privada e que não poderíamos seguir por ali, que era proibido e que teríamos que seguir por onde eles indicavam…

Santa paciência… Respira fundo… Oras, se daquela parte fosse mesmo propriedade privata, eu simplesmente cumprimentaria o proprietário, pediria desculpas pelo incômodo e voltaria ao ponto de partida! Qual era o problema?

No Marrocos, eu aprendi a fazer o que eu quero, do jeito que eu quero, quando eu quero, sem dar a menor atenção para o “auxílio” dos nativos. Se não for assim, vc acaba não fazendo metade daquilo que havia programado e passa a vida em lojinhas…

Na tal propriedade privada, tinha mesmo um cartaz dizendo “propriedade privada” e um fulano na porta que cobrava 10 dirhams para cada um que quisesse entrar. Paguei o valor pedido (achei justo) e eis que me encontro dentro de Ait Benhaddou!

 

Dois passos e eis que surgem os primeiros guias importunando…

Eram todos adolescentes e eu juro que até tive vontade de pagar um deles para me mostrar os detalhes da kasbah e me contar a história do lugar… Mas esses guias não me inspiraram confiança…

Pode ser que eu esteja redondamente enganada, que seja puro preconceito da minha parte, e que eu tenha perdido uma grande oportunidade, mas tive a sensação de que esses guias são do tipo que inventam as histórias mais absurdas do mundo só pra divertir turista desavisado e ganhar mais dinheiro. Além disso, eles são tão chatos, que a minha vontade de ter um guia passou rapidinho!

E sabe que o tal guia nem fez falta? O legal era justamente me perder por ali e me surpreender a cada “esquina”. Estando ali, se torna perfeitamente compreensível o motivo porque essa kasbah já foi cenário de filmes do porte de Lawrence da Arábia ou Gladiador! O lugar é simplesmente espetacular!

Os guias e dicionários definem kasbah como sendo uma “cidadela fortificada”… Bem… eu não sei do que são feitas as paredes, mas pareciam feitas com barro, e tive a impressão de que na primeira chuva aquilo tudo derreteria, mas como ali não chove…

As decorações presentes nas torres também são incríveis, de perto pareciam uns buracos tortos e mal feitos nas paredes de barro, mas de longe formavam desenhos geométricos lindos, lindos!

 

Não dá pra ficar descrevendo muito… As fotos (ainda que amadoras) falam por si…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 thoughts on “Aït Benhaddou

  • 07/06/2008 at 22:00
    Permalink

    Lindíssimo, Luisa, e me parece que bem de acordo com a idéia romântica que muitos temos quanto à vida no deserto. E esse tipo de arquitetura típica da kasbah me lembrou de outros dois lugares: Timbuktu, no Mali e Sanaa, em Iêmen. Cada construção fantástica!

    Reply
  • 08/06/2008 at 22:51
    Permalink

    Oi Emília,

    Lindo mesmo! E, como vc disse, é o estereótipo da vida no deserto… talvez por causa da quantidade enorme de filmes que usam kasbahs como cenário…

    Mas… vc já esteve em Timbuktu?? Eu comecei a me interessar por esse lugar quando vi uma antiga placa em Zagora, indicando o caminho para os nômades: “Tombouctou 52 jours”. 🙂

    Bjs

    Reply
  • 09/06/2008 at 02:01
    Permalink

    Estive nada… 😀 Mas já viajei bastante nas fotos, um lugar diferente de tudo…
    E eu acho que já vi em alguma foto essa placa de Tombouctou 😆

    Reply
  • 12/06/2008 at 00:02
    Permalink

    Emilia,
    Eu acho o máximo esse seu gosto “alternativo” para viajar. Quisera eu ter essas sacadas, eu sou meio lerda para descobrir lugares, digamos, exóticos e distantes. 🙂

    Bjs

    Reply
  • 24/02/2009 at 18:32
    Permalink

    Oi,nos gostavamos de ir aBenhaddou e gostariamos k nos indica-ses alguns lugares para visitar…e se vale mm a pena ir?? catarina

    Reply
    • 03/03/2009 at 14:56
      Permalink

      Oi Catarina,
      Se vale a pena ir è muito pessoal… eu gostei bastante e achei que valeu a pena sim! Ait Benhaddou è linda!
      Nao entendi, indicar lugares para visitar onde?
      Bjs

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *