Arequipa

Arequipa foi uma cidade que me causou muito arrependimento… Arrependimento de ter ficado só dois dias!!  Mas como eu poderia imaginar que a segunda maior cidade do Peru pudesse ser tão charmosa e interessante?

A começar pela paisagem ao redor da cidade: vulcoes e mais vulcoes! Um dos simbolos de Arequipa é justamente o vulcao El Misti, um cone perfeito de mais de 5800m de altitude a apenas 17km do centro da cidade! Nao dá pra ficar indiferente diante de tanta imponencia, cada vez que olhava pra ele me vinha um misto de admiracao e medo. 

Falando em medo… Apesar de ser uma paisagem incrivel, diz a lenda que a maior parte dos vulcoes ainda esta ativa e que é normal sentir tremores de terra por ali. Pior: os arequipeños com quem conversei dizem – com a maior calma do mundo – que erupcoes catastroficas nao estao descartadas (acho que foi por isso que eu sò quis ficar dois dias…).

Alem disso, por causa dos varios terremotos que, por varias vezes, já destruiram boa parte da cidade, lugares como hoteis, restaurantes e museus possuem sempre uma plaquinha informando que o local é seguro em caso de terremotos. Digamos que essas plaquinhas nao me tranquilizavam muito…

Outra caracteristica de Arequipa por causa dos vulcoes e terremotos é a baixa altura das casas para garantir maior estabilidade em caso de tremores. Mas a parte da “arquitetura vulcanica” que mais chama a atençao é a belissima Plaza de Armas, igrejas e algumas outras construçoes coloniais feitas com “sillar”, uma caracteristica pedra branca de origem vulcanica, que brilha sob o sol.

Pra entender melhor o brilho dessa pedra sillar, os nativos costumam dizer que “quando a lua se separou da terra, esqueceu de levar Arequipa consigo”. E a viagem até Arequipa já valeria a pena só por causa dessa “paisagem vulcanica”. Mas Arequipa tem muito mais a oferecer!

Embora tambem tenha sido construido com pedra sillar, é uma bela surpresa visitar o interior do colorido Mosteiro de Santa Catalina, construido 40 anos depois da chegada dos espanhois em Arequipa.

È um lugar muito sugestivo, parece uma cidade dentro da cidade, com ruazinhas estreitas, praças e as “celas” privadas onde viviam as monjas enclausuradas.

Atualmente quase todo o mosteiro é aberto aos turistas, tem só um cantinho isolado onde pouco mais de 30 monjas continuam com a vida de clausura.

Mas o ponto alto da cidade, sem duvida, é o Museu Santury. Um lugar espetacular e imperdivel. É nesse museu que mora Juanita, a princesa de gelo.  É uma mumia de uma menina inca de uns 12 anos mais ou menos, que, segundo o video que nos mostraram antes da visita guiada – as visitas sao sempre guiadas e duram cerca de 1 hora – foi sacrificada por volta do ano de 1450 em um ritual inca.

A Juanita é uma das mumias mais bem conservadas do mundo, pois foi enterrada no topo congelado de uma montanha, e o gelo evitou sua deterioraçao por todos esses anos. Graças a Juanita foi possivel estudar tecidos, orgaos internos e obter novas informaçoes sobre a saude e os habitos dos Incas.

Mas infelizmente nao é possivel tirar fotografias no museu, entao “emprestei” essa foto desse site.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

22 thoughts on “Arequipa

    • 23/11/2009 at 22:57
      Permalink

      Oi Rosangela
      Obrigada.
      Vou conferir o blog de vcs!
      Bjs

      Reply
  • 23/11/2009 at 16:03
    Permalink

    Luisa,

    O lugar é bem sugestivo mesmo. Uma pena só ter ficado apenas 2 dias, confesso que essa idéia da terra tremer também não é comigo não…
    Morro de medo.

    Beijos

    Reply
    • 23/11/2009 at 22:59
      Permalink

      Oi Carol
      Eu acho que só de imaginar que a terra poderia tremer, eu já tremia mais do que ela! 🙂
      Mas se o povo estava tranquilo e as plaquinhas diziam que os lugares eram seguros, o jeito era acreditar, né?
      Bjs

      Reply
  • 23/11/2009 at 18:38
    Permalink

    Ah Luisa, que delícia de relato!
    sabe que eu tenho adorado seu blog… e, coitado do meu marido, tem embarcado e muito nas idéias, hehehe… explico – uma das viagens que mais gostei foi a da Tanzânia – e por incrível que pareça ele também! vive perguntando qdo eu vou organizar a tal viagem… já temos data, 2011, ótimo 🙂
    e o Peru era pro próximo ano, mas não sei se será possível, ele tá com um trabalho novo, talvez não tenhamos tempo…
    agora eu queria perguntar maiores dicas sobre Cuba! vi hj no VnV do Riq que há um tempinho vc estava pedindo dicas… em julho do ano q vem estaremos por lá, mas estou numas de q nem sei qual companhia aérea vai pra lá 😛
    beijos

    Reply
    • 23/11/2009 at 23:07
      Permalink

      Oi Camilla
      Obrigada! Fico contente de que minhas viagens sirvam de inspiracao para outras pessoas!
      E a Tanzania é um lugar incrivel! Nao deixem de ir!
      Olha, Cuba vai ter que esperar… Eu acabei subestimando a (des)organizacao dos cubanos, fiquei fazendo muito doce pra alugar um carro e no final das contas acabei chupando o dedo. Nao existem mais carros pra alugar no periodo que eu estava programando! Entao a dica maior é: reserve tudo com a maior antecedencia possivel e tenha fé nos sites pouco confiaveis, nao existe alternativa.
      Mas a viagem para Cuba foi só adiada e nao cancelada! Entao será vc a me dar dicas quentinhas da ilha de Fidel! 😉
      Agora estamos procurando um destino interessante para substituir Cuba no ultimo minuto… Vamos ver no que vai dar!
      Bjs

      Reply
  • 24/11/2009 at 13:09
    Permalink

    Luisa.
    Na Costa Rica também tem tremor de terra diariamente. Coisa banal…ui…não para mim que ficava assustada cada vez que sentia o quarto do hotel tremendo!!!hehe
    É uma experiência bastante peculiar!!! Mesmo assim, ainda pretendo conhecer o Peru. Está na agenda.
    Bjss

    Reply
    • 09/12/2009 at 12:08
      Permalink

      Oi Claudia
      Eu acho que teria um treco se sentisse o quarto do hotel tremendo!
      A Costa Rica esta na minha listinha, mas com essa informacao sobre os tremores… Ui… sei nao! 🙂
      Bjs

      Reply
  • 24/11/2009 at 19:03
    Permalink

    quando morei no Peru, lembro que vez por outra tudo tremia, eu, minha mãe e minha irmã corriamos pra segurar algumas coisas e depois de alguns segundos… parava tudo. 😉
    simplesmente AMO o Peru! ótimo post!

    Reply
    • 09/12/2009 at 12:09
      Permalink

      Oi Adriana
      Mas onde vc nao morou?! 🙂
      Estou devorando seus relatos sobre o Chipre, tenho planos de visitar a ilha num futuro bem proximo!
      Bjs

      Reply
  • 29/11/2009 at 16:19
    Permalink

    ah que pena Luisa, mas tudo bem, é só uma postergação! pode deixar q volto pra te contar as aventuras cubanas e como nos viramos em relação à tal (des)organização…
    beijo e obrigada

    Reply
    • 09/12/2009 at 12:16
      Permalink

      Oi Camilla,
      Uma pena mesmo, mas fico esperando seus relatos!
      Bjs e boa viagem!

      Reply
    • 09/12/2009 at 12:18
      Permalink

      Oi Vitor
      Vou visitar seu blog agorinha mesmo!
      Bjs

      Reply
    • 09/12/2009 at 12:19
      Permalink

      Oi Fe
      O Egito è um buraco no meu curriculum… Ainda nao tenho parametros para comparar mumias! 🙂
      Bjs

      Reply
    • 09/12/2009 at 12:26
      Permalink

      Oi Silvia
      Nem me fale em atualizar leitura… Que vergonha! Ando muito desconectada nos ultimos tempos!
      E o Peru me surpreendeu. A variedade turistica que o pais oferece é impressionante: capaz de agradar a todos os gostos e bolsos!
      Tenho certeza de que vcs vao amar!
      Bjs

      Reply
  • 06/02/2010 at 15:17
    Permalink

    Adorei seu blog vou colocar um link lá no meu.Ah posso pegar alguns post para republicar no meu? Claro que vou colocar os devidos creditos e links.Me avise………..

    Reply
    • 10/02/2010 at 15:55
      Permalink

      Oi Kharhan,
      Com os devidos creditos, pode pegar o post que quiser.
      Bjs

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *