Bellinzona

 Depois da parada estratégica no Monte San Giorgio, chegamos a Bellinzona. Escolhemos o sábado para visitá-la porque havíamos lido que aos sábados tem um mercado que dá nova vida ao centro da cidade.

Eu me divirto nesses mercadinhos, embora não seja do tipo consumista e dificilmente compre alguma coisa, adoro “curiosar” pelas barraquinhas de produtos típicos, ouvir a música que sai de estranhos instrumentos musicais, misturada com o burburinho do lugar, observar o vai-e-vem de gente e a disputa pelos produtos à venda.

bellinzona2.JPG

Eu disse que dificilmente compro alguma coisa, mas dessa vez não pude resistir e trouxe pra casa um “preparado artesanal” para fazer um fondue de queijo. Tava com uma cara tão boa…

A desvantagem desse mercado é que admirar o centro histórico se torna uma missão impossível, mas não teve problema porque a grande atração da cidade não é o centro histórico, mas os três castelos medievais que a circundam.

Antes de encarar esses três castelos, decidimos almoçar para recarregar as energias. Fomos ao Restaurante Locanda Orico, a comida tava muito boa, mas o vinho roubou a cena! Naquela região eles bebem muito Merlot, até aí nada de mais… O detalhe é que eles vinificam o merlot de todas as maneiras possíveis: tomamos espumante de merlot, vinho branco de merlot e só não tomamos o merlot passito, porque tinha acabado!

Confesso que o vinho não era grandes coisas, mas não podia perder a oportunidade de experimentá-lo. Devidamente abastecidos e ligeiramente bêbados fomos conhecer os tais castelos.

Em princípio parece um contra-senso uma cidade tão pequena possuir três castelos, mas o objetivo desses castelos não era proteger Bellinzona, mas sim toda a região e aquela é uma posição privilegiada para tanto.

O maior dos três castelos, chamado acertadamente de Castelgrande, é o mais fácil de visitar: fica praticamente no centro da cidade e instalaram um cômodo elevador para se chegar ao alto.

bellinzona1.JPG

Embora Castelgrande seja o maior, o castelo mais interessante é o segundo o Montebello. Esse já fica um pouco mais afastado, mas se chega fácil a pé até seu topo, basta enfrentar uma subidinha básica… (Só quando já estava lá em cima, vi que dava pra chegar de carro…  mas um exercício de vez em quando faz bem!)

Este castelo é o mais interessante porque além da função protetiva, também servia de residência para os nobres da época e está muito bem conservado, com uma ponte levadiça que funciona até os dias de hoje.

bellinzona.JPG

O terceiro castelo, Sasso Corbaro, é o mais afastado e o menor de todos. Mas também me pareceu o mais “utilizado” pelos habitantes da cidade. Para visitá-lo passamos por um coquetel de uma festa de casamento que estava sendo realizado no átrio central e, nas salas internas do castelo, estava acontecendo uma mostra de arte contemporânea, que particularmente, não achei que combinasse com o lugar…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

10 thoughts on “Bellinzona

  • 14/05/2008 at 01:21
    Permalink

    Luisa, heeelp! Em que hotel você ficou em Bellinzona? O Tripadvisor só lista dois, e fala mal de ambos (quer dizer, do único que tem comentários). Vale a pena ficar na cidade, ou é melhor dormir em Lugano? Pensamos em ficar dois dias na região, depois dar uma puxadinha até Interlaken (só pra ter um gostinho de Suíça) antes de voltar pra Itália. O que você sugere? Grazie!

    Reply
  • 14/05/2008 at 10:29
    Permalink

    Dani S.

    Eu nao fiquei em hotel nenhum, nao. Fizemos um super bate-e-volta a partir de Milao. Bellinzona é bem pequena, em uma tarde vc ja rodou por tudo ali.
    De repente, um hotel em Lugano pode ser mais interessante.

    Bjs

    Reply
  • 14/05/2008 at 15:12
    Permalink

    Luisa, obrigada pelo conselho. Vou já olhar os hotéis em Lugano. Aliás, Locarno não é mais interessante não?
    Beijo, Dani

    Reply
  • 14/05/2008 at 16:28
    Permalink

    Ih, Dani, vou ficar te devendo… Nao conheço Locarno, mas acho que a escolha vai depender dos seus interesses na regiao. Lugano é mais cosmopolita, Locarno é menorzinha e talvez por isso seja mais charmosa.

    Falando em cidade chamosa, eu ainda nao conheço, mas me falaram que Ascona, do ladinho de Locarno, é demais!

    Bjs

    Reply
  • 11/07/2008 at 16:01
    Permalink

    sobre a economia… é baseada em colheita de uvas ou outras tipo batata etc…?!?!

    Reply
  • 21/07/2008 at 10:35
    Permalink

    Oi, Heliton

    Eu nao sei te dizer em que està baseada a economia de Bellinzona, mas o turismo me pareceu muito forte por ali.
    No site da cidade deve ter essa informaçao que vc procura: http://www.bellinzona.ch

    Bjs

    Reply
  • 05/09/2009 at 01:28
    Permalink

    Moro em Locarno e a região aqui é mesmo pequena e tranquila, mas muito bonita e turística! Só tomar cuidado com os preços, que podem ser alto, ainda mais nas altas estações. Espero que você tenha curtido por aqui Dani! Luisa, espero que no próximo bate-e-volte vocês visitem aqui também!
    OBS: estou colocando um link pra vcs no meu blog!
    Bjo e paz, Michel
    http://www.rodandopelomundo.com

    Reply
  • 08/09/2009 at 17:01
    Permalink

    Oi Michel

    Eu adoro a Suica e adoro o fato de morar pertinho e poder visita-la com frequencia.
    Locarno e regiao já esta na listinha faz tempo, só falta arrumar um final de semana livre! 🙂

    Bjs

    Reply
  • 02/02/2016 at 13:44
    Permalink

    Gente…. Uma ajuda por favor!!! Eu e mais 05 amigas estamos indo a Bellinzona no fim de março e ficamos até inicio de maio, deste ano! Estamos com uma tremenda dificuldade para encontrar algo pra alugar, tipo casa ou apartamento por temporada! Não encontramos nada que seja dentro da cidade. Alguém pode nos ajudar? Indicando alggum lugar ou dá alguma sugestão? Grata desde já.

    Reply
    • 04/02/2016 at 12:04
      Permalink

      Infelizmente eu sò fui a Bellinzona como turista e nao posso te ajudar.
      Boa sorte nas tuas buscas!
      Bjs

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *