Burj Al Arab – o nosso quarto

Chegando no nosso quarto no Burj Al Arab em Dubai, là estava o mordomo à disposiçao. Primeiro pegou os nossos documentos e em seguida fez um tour do quarto com a gente pra nos mostrar como funcionava tudo e onde estavam as coisas. Depois do tour, ele ficou ali, todo solicito, com um sorrisao no rosto, esperando que nòs fizessemos algum pedido estapafurdio e que ele pudesse realizar prontamente!

01353efc60a5c047ec1d43b226ece429ee1290946f

Como nao tinhamos nenhuma exigencia particular, acho que o nosso mordomo ficou meio decepcionado… Eu nao deixava o coitado fazer nada: nao, obrigada, nao precisa desfazer a minha mala; nao, obrigada, nao tenho nenhuma roupa pra passar;  nao, obrigada, nao vou colocar roupa nenhuma nos armarios; nao, obrigada, nao precisa preparar meu banho; nao, obrigada, eu tambem nao quero ir para a praia privada do hotel…

DSC07876

Definitivamente, nao nasci para essas, hum, “mordomias”. Na realidade eu sò queria que ele fosse embora o quanto antes e me deixasse fuçar pelo quarto sem ser observada. Eu nao via a hora de poder tirar o blasé da minha cara e ficar deslumbrada em santa paz!

0172b9dc01de13621a615aaf516f41d7c21da36389

Nosso quarto era o mais mixuruca do hotel, o que quer dizer que tinhamos apenas 170mq à disposiçao distribuidos em dois andares. No andar de cima, era o quarto propriamente dito, com umas janelonas, daquelas que vao do chao atè o teto, com uma vista fenomenal da cidade e uma salinha do lado da cama.

DSC07879

Acho que eles nao sabiam o que fazer com o espaço vazio e botaram umas poltronas no canto, pra completar a decoraçao.

DSC07878

Alem disso, no andar de cima tinha um banheiro, onde uma familia de 4 pessoas poderia morar confortavelmente, e um walk in closet que, se nao tivessem colocado as nossas malas ali, teria sido ignorado completamente por nòs.

DSC07877

No andar de baixo, era tudo um open space com janelonas: tinha uma escada digna de Scarlett O’Hara; outro banheiro; um escritorio completo com computador à disposiçao; um bar – lembrando que nao existe nada mini nesse hotel!

DSC07873

Nao era um mini bar, era um bar de verdade daqueles com balcao e bancos altos; um espaço para a sala de jantar e  o resto era tudo uma grande sala com sofàs e poltronas por todo o ambiente.

DSC07869

Pra onde quer que olhassemos tinha um agradinho: uma garrafa de champagne no bar, frutas em cima da mesa, caixas de bombons proximas aos sofàs, amenities Hermès nos banheiros (detalhe: em tamanho grande, com produtos para ele e para ela), bolsa de praia no closet, creme para os olhos em cima da cama.

17228994563_92673066b9_o

E nao esqueceram dos agradinhos pra herdeira: bichinho de pelucia, pantufas fofissimas e amenities no banheiro pra ela tambem.

17849833761_346ccd25ef_o

E, è claro, o quarto era todo tecnologico: o controle remoto da televisao era usado para fazer funcionar praticamente qualquer coisa: fazia aparecer a televisao que, no andar de cima, ficava escondida dentro de uma mesa, para abrir e fechar as cortinas e as portas, e acho atè que tinha botao pra controlar luz, temperatura e, pasmem! servia atè para trocar de canal!

Mas era muita informaçao pros meus dois neuronios e deixei pra là. Qualquer coisa, bastava chamar o mordomo…

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *