Ljubljana

Ljubljana

Existem lugares que eu acabo conhecendo por puro acaso. A Eslovênia, por exemplo, nunca tinha sido um destino presente nas minhas listas de “viagens futuras” e, assumindo a minha ignorância, até pouco tempo atrás eu não tinha nem idéia de onde ficava.

Acabei indo por pura influência de amigos que me convenceram que Ljubljana não era longe e era bonita (Ok… não precisou muito pra me convencer…)

ljubljana3.JPG

Ljubljana não é só bonita, é agradável, é charmosa, é romântica, não é à toa que seu nome signifique “Cidade do amor” (Ljub, diz a lenda, quer dizer amor, possui a mesma raiz do “liebe” alemão). De fato, não tem como não se apaixonar pelo rio que corta a cidade, e os diversos e pequenos bares e restaurantes que enfeitam às suas margens. Ljubljana consegue ser viva sem ser caótica.

ljubljana.JPG

A arquitetura também é bastante curiosa, lugares com design moderno convivem em harmonia com palácios elegantes e antigos além de um castelo medieval no alto, que vigia a cidade.

ljubljana2.JPG

Mas um lugar em Ljubljana que, na minha opinião, resume a essência da cidade é o mercado de sábado que fica perto das três pontes: ali é o coração da cidade, um verdadeiro ponto de encontro de velhos e jovens, eslovenos e turistas, um lugar não só pra fazer compras, mas para observar e se deixar levar pelo ambiente..

Mais uma cidade pra minha lista de “retornar em breve”…

Škocjan Caves

Škocjan Caves

O meu conhecimento de geografia do leste europeu sempre foi meio limitado. Eu sabia mais ou menos onde ficavam os países mais conhecidos, como Hungria e República Tcheca, mas só porque Budapeste e Praga são destinos comuns em pacotes de turismo. Eu nunca havia me dado ao trabalho de saber onde fica a Eslovênia, e muito menos de saber o que esse país tem a oferecer.

Pois bem, descobri há alguns meses que a Eslovênia faz fronteira com a Itália e que a apenas 13 km de distância de Trieste existem Cavernas impressionantes! De carro é muito fácil chegar, depois de Trieste, é só pegar a rodovia sentido Divača (não faço idéia de como se pronuncia esse č) e seguir as orientações para Škocjan Caves (muito menos esse Š).

As visitas às cavernas são sempre monitoradas, é impossível fazer o passeio sozinho e os grupos são divididos em 4, de acordo com a língua falada pelo guia: inglês, italiano, esloveno ou alemão. Eu não gosto muito de excursões guiadas, me sinto meio presa… mas os grupos são pequenos e o guia dá uma bela aula de geologia enquanto percorremos as grutas e passagens subterrâneas, que chegam a 200m de profundidade.

A primeira coisa que me deixou impressionada é que a temperatura no interior da caverna é sempre a mesma: 12ºC, e não importa se do lado de fora faz frio ou calor. Eu passei um pouco de frio, pois estava de camiseta sem mangas… Agora já aprendi, na próxima vez que for visitar uma caverna, levo uma blusinha!

O espetáculo da natureza começa logo na entrada com muitas estalactites e estalagmites de todos os tamanhos e formatos e várias “colunas” formadas pelo encontro de uma estalactite com uma estalagmite. São necessários alguns milhões de anos para a formação de paisagens desse tipo. E conforme vamos entrando, a paisagem, o formato e a cor das estalactites e estalagmites vão se alterando, conforme as variações de umidade e vento. Quase na saída, é interessante observar que as estalactites são todas tortas para um lado, devido à entrada do vento.

Aprendi também, na brilhante aula de geologia, que existem estalagmites mortas e vivas!!! As vivas são aquelas que ainda estão em formação, um pouco esbranquiçadas no topo, e as mortas já pararam de crescer, não formarão jamais colunas!

A “música” no interior da caverna completa o show: som de água corrente e de barulho de morcegos! A caverna serve de abrigo para milhares de morcegos que voam de um lado para o outro incessantemente e é mais fácil de observá-los perto da saída, mais próximo ao Rio Reka (que em esloveno quer dizer “rio”), que corta toda as Škocjan Caves.

caves1.jpg

Uma pena que só é possível fazer fotografias do lado de fora… Não tive outra alternativa a não ser “emprestar” a próxima foto do site: http://www.ljubljana-tourism.si/en/trade/trips/lipica-skocjan/11562,3/detail.html

caves.jpg

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...