Caverna de Lascaux

Tínhamos já uma viagem enogastronômica planejada para Bordeaux e, pra não perder o costume, fomos conferir a listinha da Unesco.

Pois bem, nos arredores de Bordeaux tinha esse lugar desconhecido (pelo menos pra mim!), chamado Lascaux, assinalado como de grande importância para a história da arte pré-histórica! Em outras palavras: pinturas em cavernas com mais de 17000 anos de existência.

A descrição me entusiasmou, então fui conferir o site do lugar para obter mais informações. As fotos do site são ótimas, mas… de repente… leio nas informações gerais que a tal caverna foi fechada ao público e que só é possível visitar uma réplica, para evitar a deterioração das pinturas originais.

Toda a vontade de visitar Lascaux foi embora nesse exato momento… Imaginei um museu sem graça com algumas fotografias e um guia esforçado tentando nos fazer entender como seria a caverna original…

Porém, contudo, entretanto, todavia… já que estávamos por ali mesmo… não custava dar uma passadinha e ver qual era o esquema da tal caverna…

A bilheteria fica no centro de Montignac e a caverna a uns 3 quilômetros adiante, já fora da cidade. Fomos pedir informações e descobrimos que em 20 minutos começaria o tour em inglês… tempo para comprar os ingressos e ir até Lascaux com calma.

Começamos o tour pontualmente. No início o guia, super simpático e disponível, nos levou a uma primeira sala onde nos mostrou em um mapa onde estávamos e a localização exata da caverna real,  também nos contou como quatro adolescentes e um cachorro descobriram por acaso a caverna em 1944 e, explicou, com fotografias, como a respiração dos turistas alteravam a temperatura e a umidade na caverna, propiciando o surgimento de fungos que fariam com que as pinturas desaparecessem em pouquissimo tempo.

Em seguida, fomos para outra sala, onde havia umas fotografias de algumas pinturas e o guia, sempre bem humorado, explicava as técnicas e o material utilizado há mais de 17000 anos para fazer tais pinturas.

Essa parte foi bem curiosa, o guia explicou com detalhes como as mãos eram usadas como “moldes” para fazer os contornos, as noções de perspectiva que existiam nos desenhos, o modo como o homem pré-histórico aproveitava o relevo da caverna para fazer seus desenhos e também mostrou com uma lanterna de que modo a luz que o homem primitivo utilizava na caverna alterava a percepção das formas.

Não obstante fosse interessantíssima toda aquela aula de arte pré-histórica, e embora eu concorde que a caverna original esteja fechada ao público para preservar as pinturas, confesso que estava um pouco decepcionada, pois meu lado egoísta não estava satisfeito… Poxa, seria tão legal poder ver uma caverna de verdade com pinturas pré-históricas…

Qual não foi minha alegria quando descobri que a réplica que eles fizeram era realmente uma cópia perfeita da caverna original! (Quer dizer da parte da caverna onde estavam concentrados 90% dos desenhos).

Fizeram um trabalho de mestre! Reconstruiram a caverna nos mínimos detalhes: o relevo das paredes, a luz posicionada estrategicamente, a umidade, a temperatura. Pensaram em tudo, inclusive as pinturas foram feitas utilizando as mesmas técnicas e materiais que foram utilizados há 17000 anos… Tudo perfeito! Se eu não tivesse sido avisada que era uma cópia, poderia jurar que estava na original.

E dentro dessa caverna, o guia nos falava dos mistérios da pré-história… Os estudiosos podiam afirmar, com uma certa dose de certeza, como os desenhos foram feitos e quando eles foram feitos, mas ninguém sabe o porquê eles foram feitos. O que se sabe é que não são desenhos feitos ao acaso, existe uma lógica que os une, símbolos que se repetem em uma determinada sequência em uma determinada situação que comprovam que foram feitos intencionalmente daquele modo, mas o que eles simbolizam até hoje ninguém descobriu…

É impressionante como, vendo aquelas pinturas, a nossa imaginação voa tentando formular hipóteses sobre os motivos que levaram o homem pré-histórico a fazer desenhos de cavalos e búfalos dentro de uma caverna… E o mais engraçado é que qualquer hipótese se revela ao mesmo tempo absurda e plausível.

Adorei ter conhecido Lascaux e ter adicionado uma parte cultural a uma viagem que, de início, foi programada para ser simplesmente uma orgia gastronômica.

Como é proibido tirar fotos dentro de Lascaux II, “emprestei” as fotos do site oficial das Cavernas de Lascaux.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

31 thoughts on “Caverna de Lascaux

  • 10/06/2008 at 22:09
    Permalink

    Luisa

    Estou sempre a aprender coisas novas no seu Blog!Nunca tinha ouvido falar nessas cavernas na região de Bordeaux!Nós aqui em Portugal também descobrimos não há muito tempo a existência de umas pinturas pré-históricas no parque natural de Vila Nova de Foz Côa (no Norte do país)com cerca de 10 000 anos.Parece que estão muito bem preservadas…eu digo parece porque ainda não consegui lá ir ver…falta de tempo…hehehe

    Mudando de assunto…preciso que me diga como é o Carnaval em Viareggio…no ano passado gostei tanto de ir a Veneza no carnaval que andei a pesquisar sobre outros locais em Itália para ir nessa época!Além disso fica perto de Lucca que eu também não conheço e de Siena onde eu gostava de voltar.Espero a sua opinião para saber se vale a pena…

    Bjs

    Reply
  • 11/06/2008 at 04:53
    Permalink

    Luisa, fantástica Lascaux !! Interessantíssima a aula que você me deu agora sobre estas pinturas. Acho que para eles tudo girava em torno dos sentidos primários, caça e alimentação.

    Reply
  • 12/06/2008 at 00:12
    Permalink

    Olá Margarida,

    Eu é que aprendo com vc! Não sabia dessas pinturas em Portugal, bom saber! Já tenho um tour pelo Douro mais ou menos organizado, de repente vale a esticada até Vila Nova de Foz Coa.

    Quanto ao Carnaval… Nunca estive em Viareggio, mas é o segundo carnaval mais importante da Itália. Diz a lenda que é bem bonito, com carros enfeitados e tudo. Tenho curiosidade de conhecer… Além disso, a Toscana vc já conhece, né? Sempre maravilhosa! Vai lá e depois me conta tudo!

    Bjs

    Reply
  • 12/06/2008 at 00:18
    Permalink

    Majô,

    Sabe que o guia explicou que, curiosamente, eles não pintavam os animais que serviam de alimentação? Mas ninguém sabe o motivo dessa escolha (e eu não descobri como os cientistas sabem o que os homens das cavernas comiam!:oops: )

    Bjs

    Reply
  • 28/07/2008 at 22:42
    Permalink

    ó Luisa o vinho e tudo o que rodeia,a história do vinho etc. etc. também são cultura…
    bjos

    Reply
  • 29/07/2008 at 23:55
    Permalink

    Domingos… vinho até seria cultura se o meu objetivo fosse cultural, como saber a história do vinho e os etc, etc. que vc mencionou…
    O que eu queria mesmo em Bordeaux era beber e comer muito e bem! Confesso que o meu “eu” comilão estava falando mais alto que o meu “eu” cultural, quando programei a viagem.

    Bjs

    Reply
  • 05/09/2008 at 15:35
    Permalink

    Luísa,
    Eu também descobri essas cavernas no site da Unesco, e estava doida pra ir – principalmente depois que li em algum lugar que Lascaux seria “a Capela Sistina da idade da pedra” ou coisa parecida. Que bom que você gostou – e que a caverna falsa não atrapalhou a experiência! Quem sabe um dia eu possa ir também.

    Reply
  • 07/09/2008 at 12:19
    Permalink

    Dani S.,

    Essas cavernas me impressionaram. Eu só fui mesmo, pq tava no site da Unesco e adorei!

    Se vc tiver oportunidade, vá mesmo!

    Bjs

    Reply
  • 24/10/2008 at 11:58
    Permalink

    Achei muito interessante essa Historia
    vocês estão de Parabéns.
    Abraços…

    Reply
  • 01/11/2008 at 18:55
    Permalink

    muito legal espero que quando eu voltar a ver tenha mais sobre as cavernas.

    Reply
  • 01/11/2008 at 19:01
    Permalink

    gostei muito de conhecer um pouco sobre cavernas e me interessei bastante e vou pesquisar sempre.

    Reply
  • 03/11/2008 at 11:47
    Permalink

    Oi Junior

    Fico feliz que vc tenha gostado! Sinto desapontá-lo, mas essa foi a unica caverna pré-historica que visitei e, por enquanto, não tenho planos de visitar nenhuma outra! Quem sabe um dia…

    Bjs

    Reply
  • 03/11/2008 at 11:50
    Permalink

    Oi Bruno,

    Essas cavernas são muito interessantes realmente! No início eu não estava muito animada com a visita, mas depois do tour, recomendo vivamente!

    Bjs

    Reply
  • 24/01/2009 at 06:54
    Permalink

    oi luiza……….a frança deve ser um sonho né?……….quem sabe um dia quando eu casa eu faço uma viagem ai………bjusssss

    Reply
    • 27/01/2009 at 11:06
      Permalink

      Oi Stefane,
      A França è muito linda mesmo! Quem sabe um dia vc nao confere tudo pessoalmente…
      Bjs

      Reply
  • 31/01/2009 at 21:44
    Permalink

    tomara que eu tenha a mesma sorte que vc…………parabens pela materia…….bjus

    Reply
    • 04/02/2009 at 21:03
      Permalink

      Obrigada, Stefane!
      E te desejo toda a sorte do mundo!
      Bjs

      Reply
  • Pingback: Kondoa « Arquivo de Viagens

  • 06/02/2010 at 17:56
    Permalink

    nossa perfeito esse site sao fotos
    muito elegante essas fotos sao mais
    do que eu esperava aItalia e perfeita
    eu lhe desejo muito sorte
    bjs…

    Reply
  • 04/03/2010 at 19:54
    Permalink

    Eu axei mó daorá essas coisas é tão bom ver isso viajar no tempo sonhar etc……….amei………….história amo………

    Reply
  • 21/09/2010 at 21:25
    Permalink

    Amiga Blogueira, passei para informar que o “Persa Brasileiro na Provence” completou três anos em 2010 e como presente de aniversário o blog ganhou um novo visual com páginas onde os assuntos foram distribuídos para facilitar a navegação, detalhes cheios de charme e um logo que é a cara da Provença! Tudo isso com um endereço mais curto e simples: http://www.naprovence.com.

    Espero que você goste do resultado como eu e saiba que tudo isso foi feito para que você encontre a informação que procura sobre o sul da França da maneira mais agradável possível. Sugestões e comentários sobre a mudança vão ser muito bem-vindos assim como as suas próximas visitas. Beijos e até breve.

    Reply
  • 15/02/2011 at 04:01
    Permalink

    (*_*)
    essa caverna tem pinturas
    bonitas@!#$%¨¨&*()_=

    Reply
  • 09/06/2011 at 02:03
    Permalink

    achei interesante me ajuda muito em trabalhos da escola

    Reply
  • Pingback: Meus 7 Links | Arquivo de Viagens

  • 28/06/2015 at 17:34
    Permalink

    Muito interessante o post! Eu conhecia a caverna, pois tínhamos estudado nas aulas da Aliança Francesa, justamente a polêmica em torno do fechamento da caverna original ao público. Penso como você, tem um lado egoísta nosso, que quer ver o original, mas a solução encontrada é perfeita!:)

    Reply
  • 18/07/2016 at 11:38
    Permalink

    Por favor, edite para passar as informações precisas: as pinturas do complexo de Lascaux (as mais antigas já encontradas e visitadas em cadeiras de artes de qualquer universidade brasileira) têm 17.000 anos e não 7.000. Forte abraço!

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *