Chapada dos Veadeiros

Apesar de visitar Brasilia com muita frequencia por causa de amigos e parentes que moram là, nunca tinha me interessado em estender a viagem e passar uns dias na Chapada dos Veadeiros, simplesmente porque sou muito fresca e urbana para parques nacionais e nunca dei muita bola praquelas arvorezinhas retorcidas que compoem a paisagem da regiao.

Mas… casando com um gringo e morando fora, comecei a captar o seu modo estrangeiro de ver o Brasil: para um gringo (pelo menos para o meu marido) o Brasil è sinonimo de natureza exuberante e exotica, com fauna e flora que nao existem em nenhum outro lugar no mundo e, segundo ele, è exatamente isso que deve ser visitado quando vamos ao Brasil.

Com esse argumento, ele me convenceu a visitar a Chapada do Veadeiros, que possui a vegetaçao tipica do cerrado, considerado a “savana biologicamente mais rica do mundo” e infelizmente è tambem um dos ecossistemas mais ameaçados pela agricultura e incendios dolosos. Diz a lenda que è mais ameaçado que a Amazonia, pois possui menos de 3% de territorio protegido pela lei.

Escolhemos como base a cidade de Sao Jorge, que fica do ladinho do ingresso do parque. A partir de Brasilia, foram umas 3 horas e meia de carro numa estrada asfaltada boa, com os ultimos quilometros em estrada de terra (uns 30km, se nao me falha a memoria).

Achei que Sao Jorge foi uma otima escolha, pois fica bem no meio das principais atraçoes da regiao e o hotel que ficamos foi otimo. A Pousada Baguà è puro charme. Sao apenas 4 bangalos (de 80m2 cada um) num estilo “safari esoterico” e convem reservar com antecedencia, principalmente nos finais de semana.

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, propriamente dito, exige a presença de um guia autorizado para ser explorado,que pode guiar atè 10 pessoas. Na entrada do parque encontramos varias pessoas esperando mais visitantes para completar o grupo de 10 e baratear os custos do guia (R$100,00 pelo passeio) .

A exploraçao consiste basicamente em duas trilhas: a trilha dos canions e a trilha das cachoeiras que duram o dia todo cada uma, pouco mais, pouco menos, de acordo com o ritmo do grupo, è claro.

Nòs decidimos contratar um guia sò pra nòs e percorremos apenas a trilha das cachoeiras, pq quando fomos, um dos canions (o mais bonito, è claro) estava fechado. Um animal (nao me lembro o nome) em extinçao inventou de fazer ninho por ali e, para nao incomodà-lo, as visitas foram suspensas.

A trilha das cachoeiras è a mais dificil  de se percorrer, tem uns “sobe-e-desce” que na ida è mais desce, mas na volta è sò sobe, que complica a vida do que estao mais fora de forma.

Junte-se a isso uma hora e meia de caminhada para se chegar as tais cachoeiras (6km), uma hora e meia pra voltar, um sol de estalar mamona, umidade de 10%, e nenhuma sombra onde se esconder e eu queria matar meu marido!

Sim, as cachoeiras sao bonitas, sim, dà pra tomar banho de cachoeira, mas tem que gostar muito de ecoturismo e de banho de cachoeira para que esse sofrimento todo valha a pena. O que evidentemente nao è o meu caso!

Todas as demais atraçoes da regiao estao fora dos limites do parque, entao nao precisa de guia, mas tem que pagar para entrar. Sao propriedades privadas e nem por isso menos interessantes, afinal toda a regiao è cheia de rios, montanhas, cavernas, cachoeiras…

Digamos que o meu humor para trekking e outras cachoeiras nao estava dos melhores, entao… dentre as vaaaarias opçoes de passeios, nòs visitamos apenas o Vale da Lua e o meu bom humor voltou! O sol, a umidade e a falta de sombra continuavam, mas desta vez a caminhada foi de apenas 1km para chegar numa das paisagens mais surreais que eu vi na vida!

O Vale da Lua è formado por rochas cinzas-prateadas com alguns reflexos rosa por causa do quartzo presente na regiao, com um rio verde esmeralda de agua gelada que esculpiu crateras extraordinarias. Sò vendo mesmo! E quem gostar de agua fria pode tomar banho ali!

Outro motivo que costuma atrair visitantes à Chapada è a sua “aura mistica”. Como a Chapada fica exatamente no paralelo 14, que tambem passa por Machu Picchu, possui uma enorme reserva de quartzo que aflora do chao que, dizem, dà muita energia ao lugar e, ainda por cima, è considerada um dos lugares que mais refletem a luz do sol no mundo; o que nao falta por ali è esoterismo.

No final das contas, relembrando a viagem do conforto do meu lar, de um modo geral, atè que eu gostei de ter ido, mas nao volto nem amarrada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 thoughts on “Chapada dos Veadeiros

  • 05/10/2011 at 14:21
    Permalink

    Luisa, e eu que morei em Goiás, ainda tenho pais e irmã por lá e não conheço a Chapada? É uma vergonha! Já vi que você conhece Goiás melhor do que eu! rsrs

    Uma vez no 3º colegial (acho que nem é esse mais o nome, né?) teve uma excursão da minha escola para lá, mas bem na época eu tive pneumonia e bronquite e fiquei de molho em casa, morrendo de raiva!

    Beijos!

    Reply
    • 10/10/2011 at 15:11
      Permalink

      Oi Camila!
      Morou em Goias e nao conhece a Chapada?! Vc realmente tà pior que eu!! rsrsrs
      Eu vi varias excursoes de escola por là, deve ser uma pratica bem comum na regiao… Acho que se eu fosse adolescente iria adorar o programa, o duro foi ter feito o passeio depois de velha… 🙂
      Bjs

      Reply
  • 08/10/2011 at 23:16
    Permalink

    Luisa,
    Acho que o Brasil tem muita coisa linda. Confesso que essa chapada vou dispensar completamente. Adoro Fernando de Noronha, Lencóis Maranhenses, os Pampas do Sul, a Floresta Amazonica, as Falésias do Ceará, Bonito…
    Nossa, tanta coisa fantástica!!!!! Dá para escolher bem. Opcoes nao faltam. Mas, também tem muita roubada, hehehehe.
    Tenha um ótimo final de semana.
    Claudia

    Reply
    • 10/10/2011 at 15:16
      Permalink

      Oi Claudia
      Os Lençois Maranhenses e a Amazonia tao na minha listinha faz tempo…
      E sinceramente eu tb dispensaria a Chapada, mas esses programas è coisa do marido que fica inventando coisas pra ver nos arredores dos lugares que ele jà visitou… 🙂
      Bjs

      Reply
  • 11/10/2011 at 05:37
    Permalink

    Luisa que legal ver de novo o Brasil no seu blog!
    bjus

    Reply
    • 12/10/2011 at 10:07
      Permalink

      Oi Guta
      Passei um bom tempo no Brasil nessas ferias, sò fazendo programas de indio! Foi òtimo! 🙂
      Bjs

      Reply
  • 16/11/2011 at 02:25
    Permalink

    Luisa, fale a verdade, programa de índio é bem legal,não é? Eles é que sabiam viver. Brincadeira, eu adorei a Chapada dos Veadeiros, fui lá em abril com uns amigos que moram em Brasília, pena que foi um pouco corrido e chegamos tarde, o parque já estava lotado, fizemos uma parte alternativa, a trilha do rio Rayzama, que é muito bonita, com banhos de cachoeira deliciosos, não deu para ver o Vale da Lua, mas espero voltar qualquer hora. Gosto muito de turismo de aventura e ecológico. Venha sempre nos visitar.

    Reply
    • 22/11/2011 at 15:52
      Permalink

      Oi Cleyde
      A regiao è mesmo muito bonita, vi as fotos da trilha do rio Rayzama e parece ser um lugar maravilhoso, mas essa natureza toda nao è pra mim! 🙂
      Bjs

      Reply
  • 16/11/2011 at 02:33
    Permalink

    Ah, e não deixe de visitar os Lençois Maranhenses, é muito lindo, mas lindo mesmo. Ja fiz o litoral do Ceará, Piauí e Maranhão em 10 dias, de jipe, 4×4 e lancha, de Fortaleza a São Luís. Maravilha!!!O mês passado fui a Morro de São Paulo, na Bahia. passar uma semana só de mochila, estou me tornando uma verdadeira aventureira, isso tudo depois de passar a muito tempo da adolecência. Risos. Um abraço.

    Reply
    • 22/11/2011 at 15:54
      Permalink

      Entao, Cleyde, os Lençois Maranhenses estao na minha listinha jà faz um bom tempo (assim como a Amazonia), mas eu preciso de uma boa dose de turismo urbano antes de me aventurar pela natureza de novo! Preciso de tempo para esquecer os perrengues naturais! 🙂
      Bjs

      Reply
  • 30/10/2012 at 20:02
    Permalink

    Sem dúvida Chapada dos Veadeiros é um dos lugares mais lindos que já presenciei na vida até hoje!
    Se gosta de flora e fauna exuberantes venha nos visitar no Canto da Floresta!

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *