Charutos cubanos

Em uma das varias caronas que demos pelas estradas de Cuba, tivemos a sorte de encontrar um engenheiro agronomo de uma plantaçao de tabaco na regiao de Pinar del Rio que, para agradecer a carona, nos ofereceu uma visita guiada à plantaçao onde ele trabalhava.

A regiao um pouco a sudoeste de Pinar del Rio, nos arredores das cidades de San Juan y Martinez e San Luis, estao localizadas as plantaçoes de tabaco consideradas melhores para a produçao do charuto.  E’ dessa regiao que saem os carissimos Cohibas.

O engenheiro agronomo que foi nosso guia, explicou que a cultivaçao do tabaco se dà entre outubro e fevereiro e que essa è a melhor època para visitar as plantaçoes, para ver as folhas verdinhas um pouco antes de serem colhidas.

Descobrimos tb que da mesma planta de tabaco sao fabricados charutos de diversas marcas e atè cigarros. As folhas mais proximas do chao, consideradas de baixa qualidade e que funcionam como “filtro” dos nutrientes que vao da terra para as folhas mais altas, sao descartadas na produçao do charuto e vao direto para fabricas de cigarro.

Talvez pq os cubanos saibam como sao feitos os cigarros, sò vi turistas fumando cigarro… Cubano sò fuma charuto, nao os caros, è claro, mas daqueles feito em casa mesmo, mais rusticos.

As folhas mais altas da planta sao usadas para charutos diferentes, conforme se queira um charuto mais ou menos forte, se usam as folhas mais ou menos altas. Na colheita das folhas, elas sao separadas em lotes conforme a sua localizaçao na planta.

O charuto possui 2 partes, a interna chamada de tripa,  em que sao utilizadas folhas selecionadas conforme o sabor que se queira dar ao charuto, e a parte externa, chamada de capa, que è a parte que envolve o charuto e lhe dà a “aparencia”.

As folhas usadas na parte interna vem de plantaçoes que ficam ao sol e mais sujeitas às intemperies, jà as folhas destinadas à parte externa sao protegidas e tratadas com mais delicadeza.

Depois de colhidas, as folhas devem secar e, para nao ficarem quebradiças (como toda folha seca), elas sao reidratadas, retiram os “nervos” da folha, que è onde se concentra a maior parte da nicotina,  e em seguida passam por uma “fermentaçao”: ficam de molho em uma soluçao com rum, mel, e qualquer outra substancia que possa dar gosto ao charuto. Cada marca de charuto tem a sua receita particular e o tempo de fermentaçao tb varia.

Depois de preparadas as folhas, è sò enrolar o charuto, usando as folhas selecionadas para cada tipo. Uma das tecnicas usadas para verificar se o charuto è de boa qualidade, è observar se a tripa foi feita com folhas inteiras.  Quando se chacoalha o charuto, o barulho nao pode revelar pedacinhos soltos no meio.

O guia mencionou outras quatro tecnicas para saber se o charuto è de boa qualidade. Era alguma coisa relacionada ao cheiro, ao toque… mas como eu nao fumo e nao tenho a menor intençao de comprar charuto, essa foi uma informaçao que a minha memoria nao registrou.

Mesmo sendo uma nao-fumante convicta, achei a visita espetacular! Para quem gosta de visitar vinicolas (como eu), visitar uma plantaçao de tabaco em Cuba è tao fascinante quanto!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

7 thoughts on “Charutos cubanos

  • 27/02/2011 at 22:39
    Permalink

    Parabéns pelos posts cubanos!

    Reply
  • 02/02/2015 at 19:33
    Permalink

    olá… irei a cuba na próxima semana e gostaria de visitar alguma plantação… como encontrou essa? e o guia?

    obrigada pelas informações e atenção… e parabens pelo blog.

    Bjos

    Reply
    • 03/02/2015 at 11:32
      Permalink

      Oi Magà
      Demos carona para um cara no meio da estrada e ele era o agronomo dessa plantaçao; entao ele nos levou atè là e fez um tourzinho com a gente pra agradecer.
      Nao sei te dar muitas informaçoes porque foi pura sorte.
      Bjs

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *