De Pula aos Lagos de Plitvice

Depois de visitar Pula, o próximo destino na Croácia eram os lagos de Plitvice. Mapa em mãos, fomos estudar a melhor estrada a seguir… O nosso mapa possuía três tipos de estradas: as amarelas bem grossas, que eram as estradas principais, as vermelhas, estradas secundárias, muitas vezes em mal estado de conservação, mas em geral boas, e as brancas, mal conservadas e de interesse local.

Analisando as possibilidades e empolgados com a idéia de conhecer o Parque Nacional, vimos que, no mapa, tinha uma estrada vermelha que, além de cortar caminho, passava dentro de um outro parque.

Não tivemos dúvidas! A possibilidade de transformar a viagem em um agradável passeio por um parque não deu chance à estrada amarela!

Que furada! Já deveríamos ter desconfiado que não era uma boa idéia antes mesmo de entrar no tal parque… A estrada começava a se estreitar e os habitantes das cidadezinhas por onde passávamos nos olhavam com uma cara de: “pra onde esses malucos estão indo?”, teve até um homem que fez sinal e gritou qualquer coisa em croata, mas não havíamos entendido o recado e, pra ser sincera, nem demos tanta bola pra ele… Eram apenas 30 quilômetros dentro do parque, numa estrada vermelha, o que poderia dar errado?

Bom, entramos no tal parque e logo em seguida começou uma chuvinha fina que nos acompanhou por toda a aventura. No início foi realmente muito agradável, mas beeeeem no início porque depois de poucos metros o asfalto já não existia… Tá valendo! Um parque é assim mesmo! O problema é que com a chuvinha, o chão ficava cada vez mais escorregadio…

Pra piorar a situação, a estrada só fazia estreitar e, de um lado havia um paredão de pedra e do outro um barranco! Se quiséssemos retornar teria que ser de marcha a ré, não dava pra virar o carro ali. Decidimos seguir… afinal eram só 30 quilômetros…

Primeira bifurcação. E agora pra onde ir? No nosso mapa não existia nenhum daqueles nomes indicados na placa, ficamos bem uns 10 minutos parados tentando decidir, acabamos escolhendo a estrada que aparentava ter menos árvore ao redor. Não adiantou muito… além das mesmas condições de antes: chuvinha, estrada estreita e escorregadia, paredão de pedra e barranco, estávamos também perdidos e com a gasolina na reserva. Ah, e o celular não pegava, obviamente!

Mais a frente uma outra bifurcação na estrada e, mais uma vez as placas indicavam nomes inexistentes no nosso mapa. Nem demoramos tanto tempo dessa vez, já estávamos perdidos mesmo! Depois de alguns metros, cruzamos com um Fusca velho, guiado por um senhor mais velho ainda. Que felicidade! Tentamos nos comunicar em inglês, italiano, português, espanhol, francês e até alemão, mas sem resultado. A nossa esperança é que ele soubesse ler, assim indicamos no mapa onde gostaríamos de chegar e, depois de uns minutos a observar o mapa, ele começa a fazer sinais pra direita.

À nossa direita só existia um barranco, mas agradecemos e continuamos a viagem ainda perdidos e quase sem gasolina. Interpretamos aqueles sinais como “pegar sempre à direita” e nas outras duas bifurcações nem paramos, seguíamos sempre à direita!

Meia hora depois, uma vaca marcada na orelha no meio da estrada! Estávamos salvos! Se tem vaca, significa que tem gente por perto!

De fato, poucos metros adiante, eis que surge a estrada amarela!! Escolhemos uma direção ao acaso, na esperança de encontrar um posto de gasolina por ali. Tivemos muita sorte, não precisamos andar muito para encontrá-lo. Com o tanque cheio e aliviados, seguimos viagem.

Foi uma boa experiência: perdemos mais de 3 horas naquele parque, fomos parar do lado oposto de onde queríamos ir e aprendemos que estrada vermelha na Croácia nunca mais!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 thoughts on “De Pula aos Lagos de Plitvice

  • 24/04/2010 at 20:48
    Permalink

    Luisa,
    Estamos, meu marido e eu, planejando uma viagem de 2o dias pela Croacia e fiquei muito animada com suas fotos. Pretendemos viajar de carro como ja fizemos outras vezes, mas estava um pouco preocupada quanto as estradas e segurança pela Croacia. Vi o seu depoimento e ajudou muito, porque somos um pouco aventureiros e suas informações nos recomenda alguns cuidados.
    Se puder nos ajudar gostaria de algumas informações sobre:
    Como vcs alugaram o carro? No Brasil ou Croacia?Da para circular de carro da Italia para a Croácia sem problemas ou seria melhor chegar de avião a Croacia e partir dai. Sei que há possibilidade de ferry entre os dois pasises, vc tem alguma informação sobre isto?
    Na possibilidade de chegar a Zagreb ou a Dubrovnik de avião é melhor ficar sem carro nestas cidades e apanhar o carro somente quando for sair de uma delas ou tem passeios perto que vale a pena ja estar de carro.
    No ano passado viajamos a Sicilia por 22 dias de carro com GPS e foi muito bom. Fomos para o interior da ilha e nos vimos dentro de um nevoeiro numa estrada so de curvas, que foi adrenalina pura, mas deu tudo certo e a agonia virou mais uma historia para lembrar. Embora o GPS se desiorentasse as vezes, valeu muito.
    Em relação a Croacia temos muitas dúvidas, principalmente de segurança nas estradas(já vi historia de minas terrestres, etc) mas estou pesquisando tudo para entender a melhor forma de aproveitar bem e sem estresse.
    Obrigada
    Rina

    Reply
    • 26/04/2010 at 10:40
      Permalink

      Oi Rina
      Viajar de carro pela Croacia è super seguro, pois estamos falando de um pais muuuito turistico, embora sò agora os brasileiros o tenham descoberto. E nem que vc procure bem, vc vai conseguir encontrar uma mina terrestre; embora digam que ainda existam algumas.
      Eu moro em Milao e nòs viajams com o nosso carro mesmo, nao precisamos alugar nada e tb nao tivemos nenhum problema para atravessar as fronteiras. Se vc for alugar o carro na Italia, avise a locadora das suas intençoes e pergunte se è possivel, atè mesmo por uma questao de validade de seguro. E nao se esqueça que para ir do norte da Croacia para Dubrovnik tem que passar por um pedacinho da Bosnia, com controle de passaporte e tudo.
      Eu peguei um ferry boat de Dubrovnik pra Bari. A viage demorou a noite inteira e nòs reservamos uma cabine privada com uma beliche e um banheiro. Apesar de nao ter nenhum luxo, dormi super bem. Quem nao quiser a cabine privada e for viajar a noite, vai ter que disputar a tapa um espacinho no chao ou em alguma poltrona se quiser cochilar um pouco, principalmente no verao.
      Se vcs forem do tipo que gostam de andar, eu acho carro em Zagreb totalmente dispensavel, a cidade è pequena e a parte interessante està concentrada no centro. Dubrovnik tem a parte murada que é a parte a ser visitada, bem pequena e exclusiva para pedestres, o resto da cidade è bem normal, nao tem muita graça e tem os problemas de uma cidade turistica de porte medio-grande: falta de estacionamentos. Eu dispensaria o carro em Dubrovnik tb.
      O que vale a pena alugar na Croacia é um barco. O litoral è todo recortado, com muitas ilhas e distancias curtas entre elas. Todos os croatas que conheço possuem um barco e a habilitaçao nautica! Existem praias e, pasmem!, atè restaurantes onde sò è possivel chegar de barco.
      Espero ter ajudado!
      Bjs

      Reply
  • 14/05/2010 at 09:01
    Permalink

    Obrigada Luisa
    Valeu muito
    Bjs

    Reply
  • 21/05/2010 at 20:28
    Permalink

    Oi Luisa
    Mudanças de planos. Devido a compromissos de meu marido não podemos mais sair em setembro para a Croácia. Ficara para 2011. Com isto decidimos mudar nossa viagem para a Alemanha, incluindo o nosso casal de filhos e encontrei suas dicas. ( que ja coletei). Preferimos sempre não viajar no inverno, mas o nosso objetivo agora é conhecer o Natal na Alemanha. Minha filha morou um ano em Berlim e passaremos o Natal la com a familia alemã que a hospedou neste tempo. Vamos passar 19 dias e chegaremos em Frankfurt. Temos planos de alugar um carro no aeroporto e sair logo para cidades menores, na direção de Munique e depois a Berlim e novamente Frankfurt.
    O Natal passaremos em Berlim, mas o ano novo devemos estar a caminho de Frankfurt. Gostaria de saber sobre as condições das estradas neste periodo e sugestão de um lugar pequeno e legal para passarmos o revellion no caminho entre Berlim e Frankfurt. Vamos consultar nossa familia alemã, mas gostariamos de conhecer outras sugestões.
    Obrigada
    Rina

    Reply
    • 24/05/2010 at 15:33
      Permalink

      Oi Rina,
      Vixe, eu sempre viajo pra Alemanha quando nao tem neve. O mais perto do inverno que eu chego è novembro, quando vou a Dusseldorf…
      Acho que vc terà informaçoes mais seguras se conversar com sua filha ou com a familia alema.
      Bjs

      Reply
  • 18/02/2011 at 03:10
    Permalink

    Otimo post, até divertido!!hehe
    Os lagos de Plitvice sao realmente maravilhosos! Também vale a pena visitar o local durante o outono, quando a natureza apresenta um show em tonalidades laranja, rosa, vermelho e verde…
    Sou brasileira e moro aqui na Croácia, em Pula (regiao de Istria) que vc visitou! hehe
    Tenho um blog para contar um pouco daqui e mostrar algumas fotos tb…
    Faca uma visitinha:
    http://www.madhumita.net/
    Um abraco,
    Marina

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *