Mammoth Cave

O meu primeiro contato com uma caverna de verdade foi na Eslovenia e, depois dela, que foi pura contemplaçao, me apaixonei  e o meu contato turistico com cavernas foi ficando cada vez mais “aventuroso”, no melhor estilo “nao conta pra minha mae!”…

Desci o Abismo Anhumas pendurada numa corda para, em seguida, mergulhar  no fundo dessa caverna (bom, eu nao sei se tecnicamente o Abismo Anhumas è uma caverna… eu o considero como tal!) . E tambem inventei uma expediçao espeleologica nas Grotte di Frassasi na Italia.

Quando eu descobri a existencia da Mammoth Cave nos Estados Unidos, patrimonio da humanidade que possui a maior e mais intricada rede de cavernas, grutas e tuneis subterraneos do mundo, nem pensei duas vezes: Eu precisava visitar esse lugar!

Compramos o tour Grand Avenue, que era aquele que me parecia mais completo em termos de “coisas pra ver”, com uma duraçao de 4 horas e meia.  Ainda bem que compramos antecipadamente pela internet, pois apesar do grupo ser relativamente grande (eramos uns 70), na hora nao tinha nem o cheiro do bilhete pra comprar!

Eu havia lido na internet que esse è um tour dificil, com passagens estreitas, muitos degraus pra subir, que nao era recomendado para pessoas sensiveis, bla, bla, bla… Achei que fossem aquelas recomendaçoes padrao, tipicas do excesso de zelo dos americanos e nem dei bola pra elas…

Mas, na hora do tour, o guia reuniu o grupo por duas vezes antes de entrarmos na caverna para avisar que o tour era extremamente dificil e para recomendar que quem nao fosse preparado fisicamente desisitisse do passeio, pq eles jà tiveram varios problemas com turistas desmaiando.

Comecei a apavorar com tanta recomendaçao e e jà estava quase convencida de que nao seria capaz de chegar ao final do tour e jà estava atè ouvindo a sirene das ambulancias indo me resgatar.

Mas a minha curiosidade foi maior que meu medo (mesmo porque ninguem desistiu e tinha gente no grupo que parecia mais fora de forma do que eu) e là fomos nòs!

O tour è mais interessante que bonito propriamente dito. A paisagem è bem variada e passamos por grandes espaços cheios de nada a corredores estreitinhos,  por lugares planos e por alguns lances de escadas, por punhados de pedras amontoados sem muito glamour e por estalactites incriveis, com um guia que vai mostrando os detalhes e explicando tudo sobre aquelas formaçoes rochosas.

A dica è ficar sempre perto do guia, no inicio da fila, pois o tour se desenvolve na maior parte do tempo em fila indiana, entao quem fica por ultimo acaba perdendo os causos que o guia conta entre as explicaçoes regulares e algum detalhe interessante que ele aponta com a lanterna.

Sem esquecer que quem fica no final tem que andar mais depressa pra seguir o ritmo do grupo, e consequentemente nao consegue observar a caverna com calma.

Se o tour è dificil? Bom… o turista fica 4h30 dentro de uma caverna e realmente tem alguns lances de escadas pra subir, mas… quem nao sofre de claustrofobia, pesa menos de 300kg e jà subiu no topo de qq igreja italiana, tira de letra!

Alem disso, dentro da caverna existem umas comodidades que sò os americanos mesmo para prever: tem 2 lugares com banheiros, uma lanchonete e pelo menos umas 3 paradas com lugares para sentar e descansar enquanto o guia dà outras explicaçoes.

Esse post saiu por “culpa” do Oscar, do blog MauOscar,  que me fez sentir muita saudade desse passeio por Mammoth Cave.  Pena que minhas fotos nao ficaram grandes coisas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

16 thoughts on “Mammoth Cave

  • 17/06/2011 at 04:03
    Permalink

    Oi Luisa
    Realmente, esta caverna é enormeeeeeeeeeeeeeeee! Mas acho que sou meio claustrofóbica com essas passagens estreitas. Só não fui em nehuma caverna aqui no Brasil por falta de oportunidade, mas quando pintar, não vou deixar escapar!
    Bons ventos!
    Bia
    http://www.biaviagemambiental.blogspot.com

    Reply
    • 18/07/2011 at 10:39
      Permalink

      Oi Bia
      Eu vejo um programa turistico numa caverna e nao penso duas vezes!
      Adoro! Mas ainda nao consegui entender exatamente o motivo, uma vez que sou do tipo fresca e urbana… Vai entender…
      Bjs

      Reply
  • 27/06/2011 at 18:17
    Permalink

    Oi Luisa,
    Aqui é a patsy, será que eu poderia trocar alguns emails contigo? Eu não encontrei aqui no site, o meu é patzanetti @ hotmail.com.

    Agradeço muitissimo! 🙂 bjks

    Reply
  • 28/06/2011 at 01:45
    Permalink

    Oi, Luísa, Aqui no Brasil, já estive na Gruta da Lapa Doce, Chapada Diamantina,e nas Grutas de Maquiné e do Rei do Mato, ambas nas imediações de Belo Horizonte MG, são lindas e tem também o Poço Encantado, tbm na Chapada Diamantina, que é belíssimo, mas não sei se teria coragem de ir em uma caverna tão extensa, acho que teria pavor e com certeza falta de ar. Mas para vermos as maravilhas que esse mundão tem precisamos nos aventurar mesmo, não é? Bjos e sucessos em suas viagens.

    Reply
    • 18/07/2011 at 10:47
      Permalink

      Oi Cleyde
      Tem tanto lugar bonito pra se visitar no Brasil… Devagar e sempre a gente chega là!
      Bjs

      Reply
  • 04/07/2011 at 05:24
    Permalink

    Luisa eu tb tenho uma certa fixação por cavernas mas ainda nao desbravei nenhuma dessas! Adorei mas ainda com curiosidade tenho mais medo viu!?! rs
    bjus

    Reply
    • 18/07/2011 at 11:02
      Permalink

      Oi Guta
      Eu tenho sorte de ser mais curiosa do que fresca, senao nao faria nem metade das viagens que invento…
      Bjs

      Reply
  • 09/07/2011 at 14:11
    Permalink

    que loca essa caverna, a “curiosidade maior que o medo” compensou no final. bacana o blog e as experiencias
    quando der da uma passada la no meu tb, bjo

    Reply
    • 18/07/2011 at 11:15
      Permalink

      Obrigada pela visita1
      Vou visitar seu blog sim!
      Bjs

      Reply
  • 12/07/2011 at 15:12
    Permalink

    Oi Luísa, Muito interessante este artigo seu. Obrigado. Na Colombia fui numa gruta que é basicamente construída toda com sal (http://bit.ly/qh0nyf) o nome é Catedral de Sal. Muito lindo. É verdade Guta, há qualquer coisa em grutas que provoca o nosso sentido aventureiro. A curiosidade de saber o que existe dentro delas ou até de saber quem poderá ter passado por essas mesmas cavernas à milhares de anos atrás.

    Reply
    • 18/07/2011 at 11:16
      Permalink

      Oi Antonio
      A Colombia ta na minha listinha faz tempo… Quem sabe um dia…
      Bjs

      Reply
  • 15/07/2011 at 15:48
    Permalink

    Luisa,

    Sabe que adoro este tipo de turismo… principalmente se tratando de locais submersos, no subsolo, com sub-alguma-coisa… hehehe
    Cavernas são muito legais de conhecer 🙂

    Reply
  • 04/08/2011 at 00:11
    Permalink

    Oi Luisa

    Passando aqui para Agradecer a dica do passeio… Foi SENSACIONAL!!! Confesso que não foi a caverna mais bonita que já visitei na vida, mas o seu tamanho e a diversidade geológica que encontramos pelo 4 horas e pouco embaixo da terra foi incrível.. Fiquei até com vontade de fazer o Wild Tour para explorar um pouco mais.. Em breve deve rolar um Post sobre o passeio 😀

    Bjs

    Reply
    • 25/09/2011 at 11:29
      Permalink

      Oi MauOscar
      Eu è que fico feliz por ter ajudado um pouco com a tua viagem!
      Que bom que vc gostou do passeio!
      Bjs

      Reply
  • Pingback: Mammoth Cave – O maior e mais longo complexo de cavernas do mundo | MauOscar

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *