Nafplion

Eu sempre compro guias de viagem para dar aquela estudadinha básica sobre os lugares para onde vou, mas gosto de complementar as informações dos guias, normalmente desprovidos de “emoção”, com opiniões pessoais de quem já esteve lá. Mas é muito difícil encontrar na Internet algum relato ou dicas de alguém que já visitou a região do Peloponeso, apenas abundam dados históricos sobre o lugar.

 Não sei se foi só impressão minha, mas me pareceu que todo mundo que resolve ir à Grécia visita Atenas, algumas ilhas e mais nada, porque a maioria dos relatos que encontrei na Internet falavam basicamente desses lugares.

Por causa da falta de informações, tive medo de que o Peloponeso pudesse ser muito sem-graça e que esta minha viagem se revelasse uma grande “fria”, principalmente porque a época do ano não era a mais adequada: dezembro é quando mais chove por ali.

Mas uma região tão rica em história e mitologia não pode ser sem-graça, ainda que debaixo de chuva!! O jeito é conferir pessoalmente…

Montamos nosso roteiro de modo a abarcar os principais sítios arqueológicos do Peloponeso, porque é impossível visitar tudo! A cada 200 metros tem uma cidadezinha diferente, com suas próprias ruínas de sabe Deus que século antes de Cristo. A impressão que dá é que os habitantes do Peloponeso correm o sério risco de encontrar pedaços de templos e resquícios do mundo antigo no quintal da própria casa…

Se eu fosse arqueóloga, iria enlouquecer por ali, mas como não o sou, me contento em conhecer só os lugares mais famosos e de interesse meramente turístico-cultural, como Olímpia, Mystras, Epidauro, Tirinto, Micenas, Corinto e o Templo de Apolo em Bassae.

mapa-peloponeso.jpg

(Nota: o nome Peloponeso normalmente é usado pra definir toda a península, mas, oficialmente, uma parte da península, onde se localiza Olimpia, não é mais a região do Peloponeso, mas sim a região da Grécia Ocidental. Eu vou continuar chamando tudo de Peloponeso!)

Pra percorrer todos esses lugares, o ideal seria montar uma base em Trípoli, no centro da península e de onde partem as principais vias de acesso, mas preferimos montar base em Nafplion, por ser muito mais charmosa.

Nafplion foi a primeira capital da Grécia moderna e é famosa por suas três fortalezas: Palamede, Akronafplion e Bourtzi. Como escolhemos Nafplion só como ponto de partida para os nossos bate-e-volta, não deu pra conhecer a cidade durante o dia; só pude visitar a segunda fortaleza, a mais antiga das três (dizem que é da época da Idade do Bronze) e que era onde ficava o nosso hotel. As outras duas só pude avistar de longe, porque a primeira, construída pelos venezianos no século XVIII, fica bem no alto de uma montanha e a última, a menorzinha, fica numa ilha e é impossível não vê-las.

nafplion2.jpg

Mas todas as noites rodávamos pelo centro histórico de Nafplion, com suas ruazinhas estreitas e casas com sacadas sempre cheias de plantas. O centro era sempre muito vivo, com muitos bares, restaurantes, lojas abertas até tarde e gente andando pra lá e pra cá, ainda que estivéssemos no auge da baixa temporada e que muitos lugares estivessem fechados.

nafplion1.jpg

Uma coisa que achei muito curiosa na vida “noturna” dos gregos em Nafplion (com “noturna” eu entendo até à 1 manhã, o horário que nós íamos dormir, mortos de cansaço) é que as pessoas nos bares bebem chá, chocolate quente, café e passam horas jogando gamão… nem olham para os lados, de tão interessados que ficam no jogo! E eu não frequentei lugares só pra velhos, não! Tava cheio de adolescente fazendo a mesma coisa!

Enfim… embora Tripoli fosse a escolha mais sensata para os bate-e-volta, fiquei feliz por termos optados por Nafplion, uma cidade realmente muito agradável e encantadora.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

10 thoughts on “Nafplion

  • 15/12/2007 at 19:40
    Permalink

    Olá!!!! Teremos um guia da Grécia, uauuu, que delícia, estou adorando! Coloca mais fotinhos….

    Reply
  • 16/12/2007 at 01:12
    Permalink

    Dei uma passada por aqui para desejar um FELIZ NATAL, com muita paz, saúde, harmonia e felicidades!

    Aproveito para convidar a ir ao FATOS & FOTOS de Viagens (cujo link está aí ao lado, é só clicar nele!) e ver o primeiro capítulo da matéria sobre o Havaí: “Inverno da Crista da Onda – Dezembro no Havaí”, com fatos e fotos desta que será uma série-guia turística e fotográfica da ilha de OAHU.

    Espero você lá e seus comentários, além de seus ilustres visitantes.

    Sucesso!

    Reply
  • 18/12/2007 at 02:23
    Permalink

    Ôba, vamos ter Grécia por Luisa !
    Mais fotos please 😉

    Reply
  • 18/12/2007 at 12:34
    Permalink

    Patsy e Majô, espero que vocês gostem desse pedaço “desconhecido” da Grécia, porque eu adorei! E não se preocupem, vou encher de fotos nos posts sobre os lugares que visitei! 😉

    Arnaldo, obrigada! Vou agora mesmo conferir os fatos e fotos do Havaí!

    Bom Natal a todos!

    Reply
  • 20/12/2007 at 13:08
    Permalink

    Ih, Marcio, quisera eu ter a tua habilidade com uma máquina fotográfica… Mas bem ou mal, os próximos post vão ser mais “ilustrados”.
    Bjs

    Reply
  • 14/08/2008 at 12:39
    Permalink

    Oi Luisa,
    Logo à noite estou de partida para um fim-de-semana prolongado pelo Peloponeso, a começar precisamente em Nafplio. Estava a tentar arranjar mais informação sobre os locais quando dei de caras com o teu blog e agora estou um nó porque já tenho mais não sei quantos sítios que quero visitar nas redondezas!!! Parabéns pelo blog!
    Carina

    Reply
  • 26/08/2008 at 13:34
    Permalink

    Oi Carina

    Obrigada! Boa viagem e depois vem me contar como foi!

    Bjs

    Reply
  • 13/09/2009 at 17:52
    Permalink

    Olá… amei o teu blog … salvou minha viagem em relação a Nafplio… não achei muitas informações na web sobre essa cidade nem no guia da PubliFolha (Folha de SP). Parabéns …
    Abço,
    Audrey (POA/RS)

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *