O mia bèla Madunina

Um belo dia de futebol na TV, logo no inicio do jogo, quando os jogadores da Azzurra estavam cantando o hino italiano, me dei conta que moro na Italia há um bom tempo e, como os jogadores, eu também não sabia cantá-lo.  (Nota: Pra remediar a situação, já fui logo dando um jeito de memorizar a letra e passei o dia todo cantando: “Fratelli d’Italia, L’Italia s’è desta…”.)

Como uma boa curiosa, fui logo perguntando ao namorado sobre os outros hinos, afinal, no Brasil tem hino pra tudo… Qual não foi a minha surpresa quando perguntei sobre o Hino de Milão, e o namorado me disse que Milão nao tem um hino oficial, mas que a música “O mia bèla Madunina” é considerada como tal por todos os milaneses.

Fiquei surpresa pois não imaginava que pudesse ser considerada um hino (ainda que extra oficialmente), uma música, cujo refrão é presença constante nas torcidas em jogos de futebol, e, pra piorar, os torcedores acrescentam ao final do refrão um sonoro “Terun!”, que em dialeto milanês significa “terrone” um modo nada gentil de se referir aos italianos do sul.

Eu achava que essa música fosse apenas mais uma daquelas provocações típicas de estádio de futebol, mas que nada! É coisa séria!

Como eu adoro uma “cultura inútil”, fui pesquisar um pouquinho sobre o tal hino e descobri que, por volta da década de 30, Milão foi invadida por imigrantes napolitanos que vieram em busca de trabalho e trouxeram na bagagem a sua cultura e as suas músicas. O problema é que nos bares e nas rádios milaneses as músicas napolitanas começaram a ser mais e mais requisitadas, e “O sole mio” estava entre as preferidas dos ouvintes.

Isso começou a ferir o patriotismo dos milaneses que, com medo de perder sua identidade cultural, quiseram dar uma resposta a toda essa gente que vinha a Milão, se dava bem em Milão, mas só exaltava o “sole” de Nápoles.

Dizem que foi esta a razão que levou D’Anzi a escrever “O mia bèla Madunina”.

A música, em dialeto milanês, fala sobre o símbolo de Milão, a “Madunina”, que reina absoluta no alto do Duomo, e dá umas alfinetadas nos napolitanos.

Pra se ter uma idéia, o refrão da música diz que, sob a Madonnina se vive a vida e que ninguém é preguiçoso, numa clara referência à reputação dos napolitanos, tidos por preguiçosos pelos milaneses.

E a música continua, dizendo que “todos cantam que longe de Nápoles se morre, mas continuam vindo a Milão!” e que “esperamos que vocês não comecem a cantar ‘Malano mia’ (Malano é Milão em napolitano e essa parte é cantada com sotaque napolitano)”.

No final da música, o autor até dá as boas vindas aos napolitanos e diz que o mundo é um lugar pequeno… mas a rivalidade já estava instaurada e os milaneses parecem conhecer só o refrão e, é claro a última frase: “ma Milan l’è on gran Milan!”

Pra quem quiser cantar junto, em milanês:

A disen: “La cansun la nass a Napoli”,
e certament gh’ann minga tütt i tòrt,
Surriento, Margellina, tütt i pòpoli
i avrann cantàa almeen un miliun de vòlt.

Mi speri che se uffendarà nissün
se parlum un ciccin anca de nümm.

O mia bèla Madunina, che te brilet de luntan
tüta dòra e piscinina, Ti te dòminet Milan
sòta Ti se viiv la vita, se sta mai cuj man in man.

Canten tücc: “Luntan de Napoli se möör”,
ma pö vegnen chi a Milan!
Adess gh’è la cansun de Ròma magica
de Nina, el Cupolone, el Rugantin.

Se sbaten in del Tever: “Ròma tragica!”
Esàgeren, me paar, un ciccinin…
Speremm che vegna minga la mania
de metess a cantà: “Malano mia!”…

O mia bèla Madunina …

Sì, vegnii senza paüra,
nümm ve slungaremm la man:
tütt el mund l’è on gran paees
– e semm d’acord! –
ma Milan l’è on gran Milan!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

23 thoughts on “O mia bèla Madunina

  • 10/07/2008 at 15:27
    Permalink

    Olá! Gostei do seu blog. Vou linkar nos meus favoritos, ok? Abraço! 🙂

    Reply
  • 10/07/2008 at 20:28
    Permalink

    Oi Luisa, tudo bom? Adorei essa história do ‘hino’ de Milão!

    Estou precisando de um help seu! Minha irmã, que estuda inglês na Irlanda, tá mochilando com o namorado pela Europa. Agora ela está em Paris e no dia 20 chega em Milão. Ela pediu que eu a ajudasse a arranjar um hostel BBBL (bom, barato e bem localizado!), pois ela não tá podendo acessar a web o tempo todo…mas eu não conheço a cidade. O melhor é ficar perto do Duomo? Tem algum hostel que vc conheça pra indicar?

    O motivo de ir à Milão é bem futebolístico: o namorado dela é doido pelo esporte, então estão passeando pelas cidades com os melhores times da Europa. Se tiver dicas pra visita ao Milan e ao Internazionale, tb tá valendo! Obrigadíssima!

    Reply
  • 11/07/2008 at 11:13
    Permalink

    Olà, Glenda

    Que bom que vc gostou! Seja bem vinda!

    Vou dar uma xeretada no seu blog tb 😉

    Bjs

    Reply
  • 11/07/2008 at 11:44
    Permalink

    Olà Adriane

    Olha sò… Barato e Milao sao duas palavras que nunca vem juntas… De qualquer modo, o ideal é ficar perto do Duomo, quanto mais perto do Duomo, melhor (e mais caro) é.
    Eu nao aconselho a regiao da Stazione Centrale. é a parte, digamos, mais “perigosa” de Milao, pq vive cheia de imigrante desocupado. Para os padroes brasileiros, nao é perigoso, tem muito policial, mas… é o lugar que mais aparece na tv quando o assunto é roubo, droga, estupro . Se der pra evitar, melhor.
    Também nao aconselho o albergue da juventude em Milao. Nao sei como està agora, mas eu fiquei hospedada là hà uns 8 anos e era meio decadente e ficava fechado quase o dia todo… Sò vale a pena se a grana estiver mesmo curta.
    Me diz mais ou menos quanto ela pretende gastar, ou entao me diz o que vc encontrou que eu mando meus palpites.
    Bjs

    Reply
  • 11/07/2008 at 22:52
    Permalink

    Rixas culturais existem em qualquer lugar mesmo! E eu que pensava que era só os brasileiros x argentinos ou então os cariocas x paulistas… rsrs Até os milanenes e napolitanos entraram na onda!

    Bjo grande!

    Reply
  • 12/07/2008 at 23:07
    Permalink

    Nada como o hino brasileiro… ninguém nem sabe direito o que está escrito, mas todo mundo canta!! Ahhhh, e é bonito também!

    Mas sobre essas rivalidades entre napolitanos e milaneses é pura dor de cotovelo, ein?!?!

    Beijos

    Reply
  • 14/07/2008 at 01:27
    Permalink

    Olá Luisa,
    Entro de vez em quando em seu blog, pois acho legal essa troca de informações turísticas com opinião que você consegue passar pro pessoal que visita o blog.
    Tanto é que resolvi criar um post em meu blog sobre a blogosfera e o turismo, onde acabei citando seu blog como referência.
    Acredito que essa união entre os blogueiros só fortalece o conteúdo e as informações da nossa área do turismo.
    Se quiser dar uma olhada, fique à vontade.
    Abraços e sucesso…

    Reply
  • 14/07/2008 at 14:48
    Permalink

    Oi Luisa!
    Obrigada pela disponibilidade. Acabou que a Carol, minha irmã, se adiantou e aproveitou um dia tranquilo esse fimdi pra pesquisar tudo… ela acabou de me escrever dizendo que reservou o Hotel Paradiso a 60euros a diária pelo Booking.com… fica mais perto da Estação Central que do Duomo, hehehe! Bom, serão só 2 dias, então creio que não haverá nenhum problema. Em Dezembro eu e ela nos hospedamos perto da Termini e, mesmo com aquele povo meio mal-encarado, foi muuuito mais tranquilo que qualquer lugar similar no Brasil.

    Obrigada mais uma vez! Uma boa semana!

    Reply
  • 16/07/2008 at 23:08
    Permalink

    Luisa, Vc já viu que estamos no livro do Riq “As 100 dicas para Viajar melhor”? Passa lá no blog do Marcio (Janela Laranja) para ver a foto…
    Depois eu volto para ler os post 🙂
    Bjks,
    Mi (mikix.com)

    Reply
  • 21/07/2008 at 16:41
    Permalink

    Oi Luisa,
    Pronto… voltei e agora li o post :0).
    Muito engraçado essas “briguinhas entre cidades”, né? A gente conhece bem… Acho que todo lugar tem dessas coisas :0).
    Beijos e inté!
    Mirella (mikix.com)

    Reply
  • 22/07/2008 at 10:25
    Permalink

    Oi Fernanda

    é verdade, esse tipo de rivalidade existe em tudo quanto é canto e qualquer coisa serve de motivo! Vai entender…

    Bjs

    Reply
  • 22/07/2008 at 10:31
    Permalink

    Oi, Carol,

    Quanto ao hino brasileiro, vc quis dizer que todos “tentam” cantar, nè? 🙂 Que hino dificil esse nosso!

    Bjs

    Reply
  • 22/07/2008 at 10:37
    Permalink

    Olà Thiago

    Muito obrigada! Adorei os elogios e que bom que vc gosta do meu blog!
    Vou conferir o seu agora mesmo!

    Bjs

    Reply
  • 22/07/2008 at 10:38
    Permalink

    Oi, Adriane

    Que bom que deu tudo certo! Precisando, estamos ai!

    Bjs

    Reply
  • 22/07/2008 at 10:42
    Permalink

    Mirella,

    Nao tinha visto nao! Que coisa mais chique do mundo!!! To me achando! Valeu!!

    Eu tentei comprar o livro pela internet, mas 120 reais de entrega achei exagerado… Sò vou poder conferir “pessoalmente” no final do ano, quando voltar pro Brasil… Enquanto isso, o jeito é ficar na curiosidade…

    Valeu mesmo pela informaçao!

    Bjs

    Reply
  • 23/07/2008 at 16:41
    Permalink

    Oi Luisa!

    Sobre o livro vermelho do mega blaster guru, pois é, estamos todas lá, muito chique! Olha, tá quase certo que devo passar aí perto em Setembro (Toscana até fronteira com a França de carro…)! Se assim for, adoraria retribuir suas ajudas te entregando o livrito em mãos, quem sabe?

    Reply
  • 25/07/2008 at 19:29
    Permalink

    Luisa

    Eu acho a língua Italiana um charme!Gostava de conseguir cantar a canção em Milanês…hehe
    Por falar em hinos eu acho o Português muito bonito mas não sei se a maior parte dos Portugueses sabe a letra…

    Bjs

    Reply
  • 26/07/2008 at 15:15
    Permalink

    Olá Adriana

    Muito obrigada mesmo! Seria ótimo se o virtual se tornasse real! E que delícia a Toscana e França em setembro!!
    Estive na Toscana há duas semanas e já estou com saudades!

    Bjs

    Reply
  • 26/07/2008 at 15:18
    Permalink

    Oi Margarida

    Eu também gosto muito do hino de Portugal. Quando morava em Coimbra, fiz as minhas amigas portuguesas me ensinarem! Elas já estavam sem paciência comigo, coitadas… 🙂

    Eu vi que vc escreveu sobre Milão, mas ando tão ocupada que ainda não consegui ler direito. Tô curiosa!

    Bjs

    Reply
  • 26/07/2008 at 15:51
    Permalink

    Olá Luisa

    Fico contente por saber que aprendeu o hino Português!O Scolari em 6 anos a treinar a nossa selecção de futebol nunca aprendeu…hehe

    Eu gostei imenso de Milão,é uma cidade que tem tudo a ver comigo…mais um gosto que temos em comum!

    Beijos

    Reply
  • 29/07/2008 at 23:56
    Permalink

    Oi Margarida…

    “Aprender” é um pouco demais… provavelmente eu canto o hino português como os jogadores do Scolari… 😳 Mas já é um bom começo, né?

    Próxima vez que vier a Milão, me avise

    Bjs

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *