Pechersk Lavra

Se eu tivesse que escolher um unico lugar para visitar em Kiev, com certeza escolheria o Kievo Pechersk Lavra, ou em bom portugues, o Mosteiro das Cavernas de Kiev.

È um mosteiro (Lavra), lugar de culto importantissimo para a religiao ortodoxa, fundado em 1051 para espalhar a nova religiao no mundo da Rus Kievana. Cheguei a ler em algum lugar que esse mosteiro faz de Kiev a “Roma dos Ortodoxos”.

Por ser um mosteiro em pleno “funcionamento”, Pechersk Lavra nao è exatamente um lugar turistico, mas sim um lugar de peregrinaçao, entao algumas regras devem ser seguidas por aqueles que estao ali simplesmente para observar e nao para rezar.

As mulheres devem cobrir a cabeça com um lenço e devem usar saia abaixo do joelho – calças compridas sao toleradas, mas se alguem resolve implicar, nao entra e pronto! Eu levei dois lenços, um para a cabeça e outro para amarrar na cintura e fazer as vezes de saia por cima da calça.

Os homens, por sua vez, devem ter a cabeça descoberta (nada de bones, chapeus, o algo que o valha) e tambem nao podem entrar de bermudas. Como estava friozinho, nao tinha ninguem de bermuda; entao nao sei se as bermudas sao toleradas ou nao…

O mosteiro è dividido em 2 partes a Lavra Inferior e a Lavra Superior. A Lavra Superior è a mais fotogenica, com as igrejas mais bonitas, jardins, museus e tem que pagar pra entrar. Jà a Lavra Inferior è gratuita e è onde se localizam as cavernas que dao nome ao mosteiro.

E esse mosteiro se chama “das Cavernas” (Pecherska), pq existe todo um mundo subterraneo ali. Sao corredores e mais corredores estreitos, baixos e escuros que eram usados para enterrar os monges. A temperatura e a umidade dessas cavernas permitiram uma mumificaçao natural dos corpos, e o perfeito estado de conservaçao em que se encontram deram fama de milagroso ao lugar.

Essas cavernas foram o lugar mais sugestivo que visitei em toda Kiev. Existem 2 complexos de grutas e elas nao sao muito faceis de encontrar… A entrada è uma portinha discreta num canto dentro de uma igreja. Atè tem placas indicando a entrada, mas nao preciso nem mencionar que todo e qualquer cartaz està escrito em ucraino, nè? 

A entrada para as “cavernas proximas” fica dentro da igreja da Exaltaçao da Cruz, uma portinha escondida do lado de um vendedor de velas. O vendedor de velas nao està ali por mero acaso… As cavernas nao possuem iluminaçao, entao quem quer visitar deve comprar uma vela para iluminar a visita. Nao, lanternas nao sao permitidas!

A foto acima eu “emprestei” do site www.unok.org.ua

È uma coisa do outro mundo: corredores claustrofobicos, repletos de caixoes com tampas de vidro e peregrinos fervorosos rezando e beijando os caixoes e tudo isso iluminado tao somente com as velas das pessoas. È impressionante! Sò tem que tomar cuidado, se tiver muita gente, pra nao se queimar com vela alheia e nem queimar ninguem.

As “cavernas distantes” seguem o mesmo estilo das “proximas”, mas, como foram as primeiras que foram escavadas, possuem corredores ainda mais estreitos e mais baixos e, como o nome sugere, ficam mais afastadas em relaçao às outras igrejas do mosteiro.

A entrada è pela igreja da Concepçao de Sant’Anna, tambem perto do vendedor de velas. Mas è mais facil aprender um pouco do alfabeto local e seguir as placas com a escrita “Pecher” (Печер) em ucraino.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

20 thoughts on “Pechersk Lavra

  • 14/04/2010 at 23:50
    Permalink

    Luisa

    Se eu for a Kiev vou-me contentar em ver os mosteiros por fora…corredores claustrófobicos com caixões de vidro á luz de velas decididamente não são para mim…só de ler o seu relato já fiquei arrepiada… hehe
    Gostei das cúpulas douradas…

    Bjs

    Reply
    • 19/04/2010 at 13:13
      Permalink

      Oi Margarida
      O ponto alto do mosteiro sao as cavernas, mas dà pra ficar bem feliz sò com o lado de fora!
      È um lugar lindo!
      Bjs

      Reply
  • 15/04/2010 at 00:45
    Permalink

    Luisa, está aí mais um lugar que eu nunca imaginaria que existe se não fosse por você! 🙂

    Reply
    • 19/04/2010 at 13:15
      Permalink

      Oi Camila
      Se serve de consolo, eu tb nao sabia da existencia desse lugar atè começar a estudar a Ucrania… 🙂
      Adoro esses lugares “diferentes”!
      Bjs

      Reply
  • 15/04/2010 at 21:55
    Permalink

    Nossa que mosteiro lindo, deve ser muito interessante ter visitado esse lugar.

    Blog excelente =)

    Reply
    • 19/04/2010 at 13:16
      Permalink

      Obrigada Uelyn!
      Foi muito interessante mesmo!
      Bjs

      Reply
  • 25/04/2010 at 01:44
    Permalink

    Luisa,
    vc sempre nos brinda com destinos tão interessantes!

    Reply
    • 26/04/2010 at 10:41
      Permalink

      Obrigada, Natalie!
      A Ucrania è surpreendentemente interessante! 🙂
      Bjs

      Reply
  • 29/04/2010 at 01:34
    Permalink

    Que lindas imagens!!!

    Adorei o blog…cheio de imagens inspiradoras e dicas legais!!!

    Bjinhos

    Reply
  • 02/05/2010 at 21:21
    Permalink

    Luisa,

    Só você mesmo para explorar cada mosteiro, igreja e outros lugares santos pelo mundo. E cada um mais lindo que o outro…

    Beijos

    Reply
    • 03/05/2010 at 10:00
      Permalink

      Oi Carol
      Na realidade eu sò exploro esses lugares santos pela Europa… 🙂
      Tem muita igreja bonita e que valem a visita aqui no velho continente!
      Bjs

      Reply
  • 03/05/2010 at 01:33
    Permalink

    Olá Luisa!
    Em setembro passado tive o prazer de conhecer a Toscana e a Costa Amalfitana e suas dicas foram ótimas para que minha viagem fosse inesquecível!!
    Para setembro deste ano estamos planejando Borgonha e Provence mas não podemos deixar de dar uma esticadinha para a Italia!!
    Alem da Cinque Terre pensamos em visitar o Piemonte e/ou os Alpes Italianos.
    Você conhece? Tem alguma dica? Provavelmente sairemos de Milao e estaremos de carro.
    Terei 3 ou 4 dias para esta regiao, ok?
    Um grande abraço e desde já, obrigada!

    Reply
    • 03/05/2010 at 10:12
      Permalink

      Oi Carol Andrade
      Vcs tem 3 ou 4 dias pra visitar as Cinque Terre + o Piemonte ou esse tempo serà dedicado tao somente ao Piemonte?
      Eu vou com muita frequencia ao Piemonte, pq alem de ser perto de Milao, è a regiao da Italia que produz os melhores vinhos e a comida tb è espetacular.
      O duro è que vou sempre pra comer ou comprar vinhos… Turismo enogastronomico na sua expressao maxima! 🙂
      Se eu fosse comparar, eu diria que o Piemonte è uma Toscana com comida e bebida melhores e paisagens menos impressionantes e menos interessantes.
      Se vc gosta dos prazeres da boa mesa, está indo para o lugar certo! Se vc prefere bater ponto em cartoes postais, jà nao è o lugar mais indicado…
      Tem as cidadezinhas de Barolo e de Barbaresco, onde qq vinho da casa em qq restaurante è um nectar; tem o outlet de Serravalle, perto de Alessandria, se vc gosta de fazer compras; tem Alba, uma cidade bonitinha e terra do tartufo (setembro ainda tá meio cedo, mas è capaz de vc jà encontrar tartufo por ali…). Tem a capital Torino, nada de imperdivel, mas interessante…
      Se vc me disser o que exatamente vc espera da regiao, fica mais facil dar dicas!
      Bjs

      Reply
  • 03/05/2010 at 04:56
    Permalink

    Luisa, que cenário lindo !! Uma verdadeira joia na Ucrania esse mosteiro, heim !!
    Bjs

    Reply
    • 03/05/2010 at 10:14
      Permalink

      Oi Viagem Afora
      Vcs definiram bem: o mosteiro è mesmo uma joia na Ucrania!
      Bjs

      Reply
    • 05/05/2010 at 12:24
      Permalink

      Oi Claudia
      Esse mosteiro, mais até do que bonito, ele è muito curioso.
      As grutas sao interessantissimas!
      Bjs

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *