Rapidinhas sobre a Rússia

  • Os russos que encontrei pelas ruas sao pessoas gentilissimas e sempre disponiveis a ajudar turistas perdidos. Se esforçavam para tentar entender o que queriamos e se esforçavam para serem compreendidos. Curiosamente toda a gentileza e a disponibilidade desapareciam se “ajudar turistas perdidos” fosse uma atividade remunerada.
  • Casamento deve ser o esporte nacional. Nunca vi tantos! Parecia uma cadeia de montagem: enquanto uma noiva sai da igreja, jà tem outra entrando e mais duas esperando do lado de fora. E sao todas muito jovens, nao pareciam ter mais de 20-22 anos… Fiquei curiosa pra saber qual é a taxa de divorcios na Russia…
  • Um bloquinho e uma caneta foi a coisa mais útil que eu poderia ter na bolsa. A toda hora eram utilizados para que os taxistas escrevessem o preço das corridas, para que pudessemos especificar a quantidade de combustivel nos postos de gasolina, ou fazer desenhos para sermos compreendidos…
  • O que mais condeno na Itália, eu adorava na Rússia: restaurantes com fotografia do prato no menu! Pelo menos eu tinha uma vaga idéia do que estaria pra comer… Mas, ao contrário do que acontece na Itália, na Rússia o prato servido normalmente era melhor e mais apetitoso do que aquele da fotografia…
  •  A burocracia pra viajar pra Russia nao se encerra com o visto. Uma vez no pais, é preciso deixar registrado onde vc passou todas as noites durante sua estada. Para fazer esse registro, normalmente os hoteis retem o passaporte e nao tem choro: ou deixa o passaporte no hotel, ou nao faz o registro! Simples assim!
  • Todas as vezes que pediamos indicaçoes para um bom restaurante russo, a resposta era sempre a mesma: “Vcs gostam de comida georgiana?”. Pelo que pude perceber, para os russos, comida boa vem da Georgia… E é boa mesmo, normalmente feita com nozes (ou oleo de nozes) e com uma mistura de temperos nao identificados que dao um sabor diferente pra comida. Ah, e o khachapuri, um tipo de pao com queijo, me deixou saudades…
  • A instabilidade climatica na Russia é algo inacreditavel. Por diversas vezes, amanhecia um fantastico dia de sol sem nenhuma nuvem no céu; mas antes do horario do almoço, do nada, o tempo fechava e caia um temporal. Ah, e a reciproca era verdadeira!
  • A capacidade russa de fazer “cara de paisagem” em qualquer situaçao é inacreditavel. Vc nunca sabe se um russo esta feliz ou triste, com raiva ou apaixonado, pois a unica coisa que se nota é uma total ausencia de expressao facial. A nossa guia em Sao Petersburgo explicou que é resquicio da época sovietica, quando a orientaçao era “nao demonstrar sentimentos publicamente”, uma vez que o panico é contagioso… Eu, hein?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

33 thoughts on “Rapidinhas sobre a Rússia

  • 15/10/2008 at 14:30
    Permalink

    Sabe Luisa eu também já percebi isso em vários lugares…as pessoas que trabalham direto com turistas são as mais antipáticas e sem saco enquanto as que não lidam direto são bem mais prestativas.

    Reply
  • 15/10/2008 at 21:55
    Permalink

    Luisa

    Acho que já disse mas vou dizer outra vez!Gosto imenso dos seus textos!Muito bem escritos e com grande sentido de humor…
    Mesmo sem fotos são um prazer para quem os lê!

    Quanto há Russia,agora que já conheço muito melhor mesmo sem lá ter ido…continuo a achar que “ainda” não é para mim…tenho que superar o meu estilo um pouco comodista para me aventurar numa viagem como esta!

    Bjs

    Reply
    • 12/03/2011 at 18:26
      Permalink

      Luisa,
      O que é bom tem que contaminar!!
      Realmente, corroboro com Margarida, seus textos são super “gostosos”!
      Parabéns!!

      Reply
  • 15/10/2008 at 23:46
    Permalink

    OI Luisa,
    Adorei essas rapidinhas da Russia… como disse a Margarida, as vezes acho que a Russia esta ficando complicada para mim, ou na verdade, acho que precisaria de um guia (assim como vc me disse sobre Israel)… Alias que eu acho que dá para se virar em Israel sem guia 🙂
    bjks

    Reply
  • 16/10/2008 at 13:13
    Permalink

    Oi Carla

    E deveria ser justamente o contrario… Quem entende…

    Bjs

    Reply
  • 16/10/2008 at 13:18
    Permalink

    Oi Margarida

    Obrigada! Sempre gentil!

    Esses dias eu estava pensando bem isso: nao sao todos os lugares do mundo que sao feitos pra todo mundo… Acho que é essa uma das razoes pelas quais eu nunca me aventurei pela Asia ou Africa… preciso “amadurecer” como turista para “enfrentar” e saber apreciar determinados lugares e culturas com a mente aberta.

    A gente chega là!

    Bjs

    Reply
  • 16/10/2008 at 13:23
    Permalink

    Oi Mi

    Vc diz que dà pra se virar em Israel sem guia, pq jà esteve là! Eu digo que dà pra se virar na Russia sem guia pq jà estive là… Acho que é medo do desconhecido de ambas as partes! 🙂

    Fazendo direitinho o dever de casa, a Russia é mais simples do que vc imagina! Principalmente para uma pessoa como vc, acostumada a girar o mundo por conta propria!

    Bjs

    Reply
  • 17/10/2008 at 15:33
    Permalink

    Caramba… que loucura essa história de não demonstrar sentimentos porque o pânico é contagioso! É impressionante como todo um povo consegue ser reflexo da história do seu país, cultura é mesmo muito forte!

    Estou adorando seus textos!

    Beijos

    Reply
  • 20/10/2008 at 12:17
    Permalink

    Oi Patricia

    Pesada essa historia do “panico”, né? Nao sei até que ponto é verdade, mas até que faz sentido…

    Bjs

    Reply
  • 22/03/2009 at 23:15
    Permalink

    Luisa,
    Meu filho está fazendo uma pesquisa escolar sobre a cidade de Novgorod e foi muito útil os seus comentários sobre a Rússia e a cidade em questão. Ele adorou a sua estória e ficou muito mais interessante para ele fazer a pesquisa.
    bjs

    Reply
    • 23/03/2009 at 12:25
      Permalink

      Oi Thelma
      Fico muito contente de saber que meus textos foram uteis!
      Sucesso pro teu filho e que venha uma nota alta no trabalho! 😉
      Bjs

      Reply
  • 09/11/2009 at 21:17
    Permalink

    Ola!nao consigo parar de ler sobre suas aventuras…tenho algumas experiencias exteriores e sei exatamente o q quer dizer. Pretendo ir para a Russia ainda este ano e seus textos me ajudarao muito. Parabens adorei.

    Reply
    • 14/11/2009 at 00:06
      Permalink

      Obrigada, Daniele!
      Ainda esse ano? Russia no inverno deve ser impressionante!
      Boa viagem e depois volta pra contar como foi!
      Bjs

      Reply
  • 20/07/2010 at 07:22
    Permalink

    Luisa
    Vou a Russia em setembro mas nao terei tanto tempo como você. Passarei 3 dias em Moscou e 3 em Sao Petersburgo. Você acha que vale fazer algum passeio nos arredores dessas cidades ou terei muito pouco tempo pra isso? Geralmente prefiro conhecer tudo de forma independente mas estou pensando em contratar algum guia. Onde eles seriam indispensaveis na sua opiniao, nessas cidades?
    Gostei muito de seu blog e estou com varias dicas ja devidamente anotadas.
    Bjs e obrigada

    Reply
    • 21/07/2010 at 11:14
      Permalink

      Oi Eneida
      Eu acho pouco tempo, para o meu estilo de viagem… Mas o tempo em cada lugar depende dos seus interesses, do seu ritmo de viagem e do que vc tem interesse em visitar…
      Eu rodei bastante pela Russia e achei que tanto Moscou quanto St Petersburg sao cidades faceis (para os padroes russos) de visitar por conta propria. Se vc tem um espirito aventureiro e gosta de pesquisar bastante antes de viajar, acho que os guias sao dispensaveis. Nos contratamos um guia sò para passear nos arredores de St Petersburgo, mas mais por causa dos ingressos (que nao conseguimos comprar com antecedencia e li em varios lugares que se esgotam muito rapido) que por outro motivo.
      Boa viagem!
      Bjs

      Reply
  • 23/07/2010 at 22:17
    Permalink

    Luisa
    Obrigada pelo incentivo e atenção. Morri de inveja da sua disponibilidade de tempo mas nao foi possivel ficar mais que 1 semana lá por varios motivos. Mas, espírito aventureiro e gosto por pesquisar nāo me faltam, rs…Sempre viajo de forma independente. Muitas pessoas estavam me desencorajando pela dificuldade da língua, mas já me decidi por ir sem guia. Quebrar um pouco a cara faz parte da diversão e do aprendizado. Bjs

    Reply
    • 30/08/2010 at 23:03
      Permalink

      E eu dou o maior apoio, Eneida!
      Depois volta aqui pra me contar como foi a experiencia!
      Bjs

      Reply
  • 31/08/2010 at 07:27
    Permalink

    Pode deixar que dou o retorno. Comprei hoje os ingressos pro Hermitage seguindo suas dicas pra evitar as filas. Chego na Russia dia 17 e fico até dia 21. Bjs e obrigada

    Reply
  • 04/09/2010 at 17:14
    Permalink

    Luisa do céu, que medo de deixar o passaporte na recepção desses hotéis! E se eles não te devolvem e fazem cara de paisagem? Credo!

    Reply
    • 07/09/2010 at 10:12
      Permalink

      Oi Paula
      Pois è, imagina o meu desespero no primeiro hotel!
      Mas como nao existe opçao: ou vc deixa o passaporte ou nao faz o tal registro, resolvi confiar e nao tive nenhum problema.
      E como seguro morreu de velho, nao faz mal ter sempre uma copia do passaporte e o telefone da embaixada em maos.
      Bjs

      Reply
  • 11/10/2010 at 05:10
    Permalink

    Estou voltando pra agradecer suas valiosas dicas e dar meu retorno como prometi. Lembrei do que li aqui e seguir seus conselhos fizeram toda a diferença. Foi fácil e útil aprender o alfabeto cirilíco, além de divertido. Estive em Moscou e São Petersburgo em setembro de forma independente e a viagem foi maravilhosa.Não passei por nenhuma dificuldade séria, e fiz quase tudo à pé. Me hospedei no A1 hotel em Moscou que tinha um preço razoável para a cidade e ficava razoavelmente bem localizado.
    O quarto era amplo e confortável e os funcionários atenciosos. O acordo entre o Brasil e a Russia que
    aboliu a necessidade de visto facilitou bastante.
    Bjs

    Reply
    • 14/10/2010 at 14:32
      Permalink

      Obrigada pelo retorno Eneida!
      A Russia nao è nenhum bicho de sete cabeças, da pra passear de forma independente numa boa…
      Mas tem que ter um pouco de espirito aventureiro e gostar de organizar viagens!
      Fico feliz que minhas dicas tenham ajudado!
      Bjs

      Reply
    • 12/03/2011 at 18:33
      Permalink

      Eneida,
      Dê as dicas de como aprender e utilizar o alfabeto cirilico.
      Já vi alguma coisa mas estou meio perdida.
      Como posso utilizá-lo para as estações de metro?
      Foram entusiasticas suas informações.
      Grata pela sua ajuda.
      Cleide

      Reply
  • 04/01/2011 at 13:53
    Permalink

    Luisa
    Li todos seus post sobre a Russia e dei muita risada.
    To pretendendo ir a Russia e por conta,tambem não gosto de passeios guiados.
    Nas as pesquisas que fiz,pude notar que me locomover por transportes publicos não sera facil.
    E uma coisa na sua postagem me intrigou.
    Como assim o passaporte fica retido no hotel?
    Voce sai as ruas e faz trip days sem o passaporte?

    Beijinhos…

    Reply
    • 12/01/2011 at 01:37
      Permalink

      Oi Katia
      Eles precisam fazer um registro e seguram o passaporte.
      Eu rodava com uma copia do documento e nao tive problemas.
      Bjs

      Reply
  • 31/01/2011 at 18:18
    Permalink

    Olá,
    Gostaria de ir com o meu marido em viagem de férias para Moscou e St Petesburgo, gostaria de saber se há necessidade de irmos em excursão. Falo bem inglês!!!!!!!!!! Aguardo dicas

    Reply
    • 01/02/2011 at 15:54
      Permalink

      Oi Ana Carolina
      Saber ingles na Russia nao è uma vantagem… Se vc gosta de organizar viagens e se considera uma pessoa flexivel que ri dos perrengues, nao precisa de excursao.
      Bjs

      Reply
  • 11/02/2011 at 16:18
    Permalink

    Estou com um livrinho aqui, anotando todas as suas dicas!!!
    Vou agora em julho e estou me animando cada vez mais…
    Desde já obrigada!

    Reply
    • 13/02/2011 at 10:13
      Permalink

      Oi Natalia
      Fico feliz que minhas dicas sejam uteis!
      Bjs

      Reply
  • 19/01/2012 at 03:07
    Permalink

    Oi Luisa, estou indo para a Rússia em abril e estou aqui lendo as suas dicas (ótimas). Eu pensei que essa história do passaporte retido em hotel acontecia de maneira rápida, minutos ou horas (num hotel em Florença nossos passaportes ficaram meia horinha na recepção do hotel para um registro), Mas, pelo que estou entendendo pode demorar mais. É isso? Dá uma aflição…. também estou indo independente. Já reservei um Novotel em Moscou e um hotel em SPB em frente à estação de trem pra facilitar as coisas. Falando nisso, reservei o Novotel há uns 2 meses com aquele pacote que inclui café (esqueci o nome) e no site informava que se tratava de pré-pagamento. A minha reserva está lá mas nunca foi debitada. Tem alguma experiência nesse sentido?
    Obrigada! Vou ler tudo por aqui. Suas dicas são ótimas e o blog é uma delícia de ler. Beijos

    Reply
    • 19/01/2012 at 14:18
      Permalink

      Oi Georgia
      Acho que foram sò 2 ou 3 hoteis que ficaram com os nossos passaportes por pouco tempo, o resto pegava no check in e sò devolvia no check out.
      No começo dà afliçao mesmo, mas depois descobri que nao tem problema; funciona daquele jeito. A dica è andar sempre com uma copia do passaporte e mandar pro teu email uma copia do passaporte, just in case…
      Se a tua reserva està là, nao tem problema, mais cedo ou mais tarde chega a conta, nao se preocupe. Mas nao custa ficar de olho pra ver se a reserva nao desaparece do nada… Pela minha experiencia com os hoteis russos, eles sao meio ruins pra fazer a reserva, mas depois que a reserva tà feita, eles cumprem direitinho o que prometem.
      O unico problema com reserva que tive foi um hotel que nao conseguia reservar pelo site deles e usei o hostelworld.com. Chegando no hotel, ninguem sabia nem da nossa reserva e muito menos da existencia desse site.
      Bjs

      Reply
  • 25/05/2012 at 09:49
    Permalink

    Oi Luisa! para mim, uma russa que mora em São Petersburgo foi muito interessante ler as suas dicas sobre o meu pais! Escreveu voce tudo certo!
    Para outra gente que quiser visitar a minha cidade eu também ajudaria com prazer com conselhos praticos e organização das excurções em São Petersburgo. Sou guia turistica e trabalho já mais de 10 anos. Para maos informações velam-se aqui http://www.cadi.spb pode escrever para mim catalina2507@yandex.ru
    abraços
    Catarina

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *