Reggio Calabria

Depois de experimentar um macarrao a bolonhesa em Bologna, uma carne a milanesa em Milao, um queijo gorgonzola em Gorgonzola, entre outras guloseimas italianas em seus lugares de origem, na minha lista estava faltando sò comer a linguiça calabresa na Calabria.

O detalhe è que sempre me pareceu um pouco de exagero organizar uma viagem unica e exclusivamente pra comer linguiça. Eu precisava arrumar outros motivos para justificar o dinheiro gasto com passagens aereas e hotel…

A maior parte do turismo na Calabria è por causa de suas praias, especialmente a chamada Costa dos Deuses, uns 50 km de litoral incontaminado e um dos poucos lugares da Italia onde areia branca e mar cristalino coexistem!

tropea
Tropea – foto roubada daqui: viaggi.virgilio.it

Abre parenteses: para quem se interessar, a Costa degli Dei vai de Nicotera a Pizzo, mas è o trecho entre Tropea e Nicotera que faz mais sucesso com os turistas, com praias como Tropea, Ricadi, Capo Vaticano e Joppolo. Fecha parenteses.

capo-vaticano
Capo Vaticano – foto roubada daqui: viaggi.virgilio.it

Atè que curtir uma praia poderia ser um bom motivo para visitar a Calabria, mas… quem me conhece, sabe que è mais facil eu organizar uma viagem para comer linguiça do que organizar uma viagem pra pegar praia…

Jà estava atè perdendo as esperanças de um dia poder visitar essa regiao, e eis que em dezembro do ano passado, o motivo que eu procurava finalmente apareceu: os Bronzes de Riace finalmente voltaram ao Museu Nacional da Magna Grecia, que estava fechado para reformas.

reggio1

Os Bronzes de Riace sao duas esculturas gregas, de bronze, do seculo V antes de Cristo, encontradas em excelente estado de conservaçao no fundo do mar em Riace, uma cidadezinha da regiao.

Foto roubada daqui: www.archeocalabria.beniculturali.it/
Foto roubada daqui: www.archeocalabria.beniculturali.it/

E essas sao as unicas informaçoes certeiras sobre essas estatuas, o resto è tudo hipotese: nao se sabe quem è (ou sao) o(s) escultor(es), como e por que as estatuas foram parar no fundo do mar italiano e muito menos quem sao os guerreiros representados.

reggio10

Eu sei que è clichè, mas nao existem fotos que consigam retratar com justiça a beleza desses guerreiros; ver musculos tao bem delineados (atençao para o “derrière”!) em estatuas de bronze feitas hà 2500 anos atras jà fez a viagem a Reggio Calabria valer a pena. Essas estatuas me emocionaram como hà tempos nao acontecia.

reggio9

Mas nem sò de Bronze de Riace vive Reggio Calabria. E’ verdade que a cidade, de um modo geral, nao ter nenhum charme: tem uma igreja que estava em reformas quando estivemos là, com curiosas suasticas decorando o teto (e um folheto gratis explicando o significado dos desenhos, para evitar confusoes com o seu uso – infelizmente – mais famoso).

reggio6

E tem tambem uma rua de compras, que estava fechada para o trafego e muito movimentada, com grupos de adolescentes na azaraçao, familias passeando, amigos bebendo num bar, mulheres vendo vetrines… imagino que quem mora em cidade pequena no Brasil jà deve ter participado de um domingo assim.

Mas a sua rua mais famosa de Reggio Calabria, o “Lungomare Falcomatà”, jà foi definida como o “quilometro mais bonito da Italia”. Nao sei se è o mais bonito, mas gostei muito do que encontrei.

reggio3

E olha que eu nem cheguei a ver o celebre fenomeno da Fatamorgana com os reflexos da Sicilia no mar.  (Momento Wikipedia: a Fatamorgana è um tipo de miragem superior em que objetos que se encontram no horizonte “adquirem uma aparencia alargada e elevada, similar aos castelos de contos de fadas”.)

reggio5

Mas a Fatamorgana seria sò um “plus a mais” num calçadao beira mar, decorado com plantas de varias especies, casas em estilo liberty e elementos que nos fazem percorrer a historia da cidade, como ruinas gregas e romanas aqui e ali.

reggio4

E, na minha opiniao, o que faz desse lungomare um lugar davvero speciale è a super vista privilegiada do Etna. Eu fiquei fascinada e hipnotizada com o vulcao coberto de neve, logo ali, na minha frente e nao conseguia parar de pensar no espetaculo que deve ter sido quando ele entrou em erupçao.

reggio8

Ali a perspectiva è completamente diversa, nao tem nada a ver com o Etna visto de pertinho, na Sicilia .  Em Reggio Calabria, voce està longe o bastante para ver o vulcao por inteiro e perto o suficiente para se sentir parte da paisagem, mais ou menos como se eu tivesse entrado numa daquelas fotos da National Geographic. (o que nao è o caso da minha foto logo acima, desculpae)

E para terminar o nosso final de semana calabres, fomos visitar Pentedattilo, assunto para outro post.

reggio7

Ah, no final das contas, a linguiça foi a unica coisa de que eu nao gostei na Calabria!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

11 thoughts on “Reggio Calabria

  • 24/06/2014 at 00:06
    Permalink

    Luisa, adorei seu post pq meus conhecimentos da Calabria se resumiam só a linguiça mesmo! rs
    Muito bom saber que há diversas outras (ótimas) razões para visitar a região e não colocar todas as expectativas só num prato só 😉
    Bjus!

    Reply
    • 02/07/2014 at 13:33
      Permalink

      Que honra te ver por aqui, Guta!
      A Italia è inesgotavel, tem sempre um cantinho pra ser descoberto! 😉
      Adoro!
      Bjs

      Reply
  • 03/07/2014 at 18:44
    Permalink

    Esse post vai ficar nos meus favoritos, até chegar o dia de visitar a Calabria, afinal meus antepassados vieram de lá, e este é o meu nome!

    Reply
  • 02/08/2014 at 00:49
    Permalink

    Luísa:

    Tudo bem? Encontrei o seu blog fazendo pesquisas sobre a Rússia, nos preparativos de uma viagem e foi muito útil e divertido. Será que você me autorizaria a postar um link do seu site no meu blog? Estou começando agora no ramo.

    Abraços

    Reply
    • 02/09/2014 at 13:33
      Permalink

      Claro, Andre!
      Bjs

      Reply
  • 03/08/2014 at 21:23
    Permalink

    Luisa,
    Bacana seu post, que época você esteve na Calábria? estou querendo ir ,mas minhas férias são apenas em janeiro, sabe se é viável?
    Um abraço

    Reply
    • 02/09/2014 at 13:33
      Permalink

      Oi Ana
      O sul da Italia nao tem um inverno muito rigoroso, nao.
      Acho viavel, mas nao espere muito calor.
      Bjs

      Reply
  • 20/10/2014 at 17:32
    Permalink

    Olá, equipe do Arquivo de Viagens. Como vai?

    Meu nome é Nathália e eu trabalho para uma agência contratada pela WebMotors.

    Nossa equipe vem acompanhando o site de vocês e gostaríamos de falar sobre uma parceria. Poderia entrar em contato conosco por gentileza?

    O meu email é nathaliab@trafficoptimiser.com

    Atenciosamente,
    Nathália

    Reply
    • 21/10/2014 at 13:29
      Permalink

      Obrigada Nathalia, mas no momento nao tenho interesse em parcerias.

      Reply
  • 18/06/2015 at 13:28
    Permalink

    Oi Luisa.
    Estou planejando uma viagem à Calabria e tenho 4 dias para visitar a região. Qual o local que indicarias a hospedagem, conciliando praias e cultura?

    Aguardo. Grata!

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *