Salinas Reais

Outro passeio bem interessante que fizemos na nossa viagem pela Bourgogne foram as Salinas Reais de Arc et Senans e Salin le Bains a uns 90km de Dijon, jà na regiao francesa do Jura.

Hà milhares de anos, essa regiao francesa era coberta pelo mar, o que significa que possui extratos de sal no seu subsolo com a mesma composiçao do sal marinho. Com as chuvas, a agua se infiltra no subsolo, passa por esses extratos de sal  e formam fontes de agua salgada em poços subterraneos com uma concentraçao de sal de 330 gramas por litro. A titulo de comparaçao, a agua do Mediterraneo possui uma concentraçao de 35 gramas de sal por litro de agua.

Ali na regiao existem duas salinas: a de Salins les Bains e a salina de Arc et Senans, tambem chamada de salinas reais, que, na minha opiniao, se completam turisticamente falando.

As salinas de Salins les Bains è onde estao os poços de sal, os equipamentos para sua extraçao e que foi muito rica por mais de 1200 anos por causa da extraçao do sal. Hoje o lugar nao passa de uma cidadezinha sonolenta e as salinas se transformaram em museu com visitas guiadas.

E’ o lugar onde vc vai aprender tudo sobre sal, sobre sua produçao e vai ver todos os equipamentos utilizados ao vivo e a cores. E’ claro que como todo lugar de trabalho pesado, essa salina nao è exatamente bonita ou fotogenica, mas è uma super visita para poder entender a salina de Arc et Senans, cujas explicaçoes estao mais voltadas para a arquitetura do lugar e nao para o sal.

Arc et Senans foi ideia do rei Luis XV. Como estava sobrando dinheiro por ali, o rei contratou um arquiteto para construir um complexo para a exploraçao do sal.

O lugar deveria ser o nucleo de uma nova e importante cidade que nunca foi construida por causa da Revoluçao Francesa e acabou se revelando um enorme elefante branco. Detalhe: nas Salinas Reais nao tem sal, entao foi construido um tubo de 17km para transportar a salmoura de Salins atè Arc et Senans.

O lugar è realmente bonito, mas ou vc aluga o audio-guia, ou vc fica sem saber o que  eram aqueles palacios todos, hoje transformados em museus, alguns destinados a shows e convençoes e a maioria fechado para visitas.

E esse è um dos motivos pelos quais eu adorei ter visitado Salins les Bains primeiro: eu me surpreendi com a beleza das Salinas Reais e tinha uma boa base de conhecimento que fez toda a diferença na hora de entender as funçoes de cada estrutura. Arc et Senans nao foi sò “um rostinho bonito”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 thoughts on “Salinas Reais

  • 23/10/2011 at 20:14
    Permalink

    Luisa, amei esse post.
    Gosto de descobrir novidades. Já estive em Dijon, ali pertinho e não tinha ouvido falar em Salins les Bains. Lindo!!
    Bj
    Claudia

    Reply
    • 07/11/2011 at 12:03
      Permalink

      Oi Claudia
      O “duro” da Europa è que tem sempre uma coisa legal pra se visitar bem pertinho de onde a gente estava, nè?
      Eu enlouqueço com isso! 🙂
      Bjs

      Reply
  • 21/11/2011 at 18:31
    Permalink

    Bom dia! Estou revisando as parcerias do meu site buenosairesdicas.com e vi que temos o seu link em nosso site como indicação há tempo. Porém não encontrei mais nenhum link do nosso site aqui. Gostaria de saber se há interesse em mantermos a parceria de links . Grande Abraço! Adoro seu site!

    Reply
    • 22/11/2011 at 16:29
      Permalink

      Oi Thiago
      Nao entendi de qual parceria vc tà falando, pq eu nao costumo fazer parcerias com ninguem.
      Bjs

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *