Trinidad

Trinidad foi a cidade que mais se aproximou do meu estereotipo de “cidade colonial cubana”: cidade pequena, quase sonolenta, o tempo parado na epoca colonial do comercio de açucar, uns carros antigos aqui e ali, crianças brincando nas ruas e gente nas portas e janelas vendo a vida passar…

Mas apesar de ser a mais, digamos, “obvia” das cidades cubanas, ainda assim Trinidad surpreende, como tudo em Cuba.

O centro historico restaurado hà pouco tempo dà a impressao de algum cenario de filme, tà tudo bonito, limpo e colorido, exibindo com orgulho toda a riqueza do inicio do seculo XIX, periodo de seu maior esplendor.

Quem gosta de arquitetura vai se deliciar com as fachadas das casas: normalmente uma grande porta central e janelas quase do mesmo tamanho das portas com persianas de madeira e muitos detalhes para serem admirados.

As portas, muitas vezes, sao emolduradas por colunas, pilastras e desenhos e as janelas das casas mais “modernas” possuem desenhos ornamentais em ferro torcido. Um show!

Andar pelas ruas do centro historico de Trinidad e se perder no meio dos detalhes dessas portas e janelas tao bem conservadas chega a ser tao ou mais interessante do que a Plaza Mayor, o cartao postal da cidade e onde estao concentradas as maiores atraçoes da cidade.

A construçao que chama mais atençao nao poderia deixar de ser a Igreja da Santissima Trindade, construida no seculo XIX e que, segundo o guia possui um bonito altar de madeira esculpida, todo decorado. Nao conseguimos visitar essa igreja por dentro, pois nossos horarios nao coincidiam com os horarios de abertura da igreja (das 11h00 as 12h30 e durante as missas).

Do lado da igreja està o Museu Romantico, no antigo Palacio Brunet, com uma exposiçao de moveis e objetos pertencentes às mais ricas familias locais no seculo XIX. Vale a visita!

A poucos passos da Plaza Mayor està o museu de maior prestigio em Trinidad, o Museu Historico Municipal, tambem chamado de Palacio Cantero, por causa de seu ex-proprietario, um latifundiario alemao chamado Kanter.

Segundo as màs linguas, Cantero ficou rico porque envenenou um velho magnata do açucar e se casou com a viuva, que, por sua vez, tambem morreu precocemente… Fofocas a parte, sò a vista da cidade do alto da torre jà vale o ingresso nesse museu!

A igreja e o mosteiro de Sao Francisco talvez seja o ponto turistico mais “reconhecivel” de Trinidad por causa do campanario amarelo que se ve de longe.

Essa igreja foi construida em 1730, foi transformada numa guarniçao do exercito espanhol em 1895 e em 1930 uma boa parte da igreja e do mosteiro foram demolidas, sobrando sò o campanario e algumas construçoes adjacentes.

Hoje essa igreja se tornou a sede do Museo de la Lucha contra Bandidos, com fotos e objetos  sobre a luta contra os “contra-revolucionarios” no inicio da decada de 60. Na minha opiniao, a unica coisa que vale a pena de ser vista nesse museu è o panorama da cidade do alto do campanario…

Na Plaza Mayor tem ainda outros museus que, por opçao, nao visitamos: museu de arqueologia, galeria de arte, museu de arquitetura.

A cidade è tao incrivel, que me parecia quase um sacrilegio ficar dentro de museus e perder a chance de perambular por suas ruas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 thoughts on “Trinidad

  • 25/03/2011 at 16:24
    Permalink

    Fico feliz pela sua reportagem relativa às suas férias em Cuba, não ter ainda terminado, como havia pensado.
    A cada artigo revela mais um tesouro dessas suas férias, e faz-me sempre ficar com a sensação de ter ficado a conhecer um pouco mais acerca dessa país.

    Muito Obrigada por estes seus artigos, optimamente descritos e apresentados, que nos permitem viajar também (mas sem sairmos do lugar)

    Um óptimo fim-de-semana de Primavera

    Reply
    • 03/05/2011 at 18:50
      Permalink

      Oi Turista ocasional
      A minha vida real anda tao movimentada que acabo deixando de lado a vida virtual, mas de vez em quando eu apareço aqui no blog.
      Ainda tem mais coisas pra escrever sobre Cuba, vamos ver quando eu vou dar conta de teminar tudo.
      Bjs

      Reply
  • 27/03/2011 at 02:38
    Permalink

    Luísa,
    Que viagem incrível!
    Estou lendo os post bem devargarzinho…
    Parabéns e bjs,

    Reply
  • 09/12/2011 at 20:29
    Permalink

    Olá,
    Em primeiro lugar muitos parabens, tenho visto muitos posts de cuba, basicamente de havana e varadero e fiquei admirado quando dei com este. Faz já vários anos que fui a uba simplesmente uma das melhores viagens da minha vida, a minha inauguração nos tropicos daqueles 15 dias que nuca mais esquecerei. Trinidad surpreendeu-me em tudo é simplesmente fantástico, um dia posto sobre ela no meu blog (quando tiver coragem de digitalizar as fotos) continua assim adorei mm

    Reply
    • 13/12/2011 at 10:42
      Permalink

      Obrigada, Luffi!
      Ninguem volta igual depois de uma viagem a Cuba, nao è mesmo?
      Bjs

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *