Viagens, filhos e palpiteiros

Vendo que uma grande parte das blogueiras de viagem que eu admiro resolveram aumentar a familia, acabou me dando uma saudade tremenda de quando eu estava gravida da herdeira e me peguei rindo sozinha enquanto me lembrava das advertencias dos amigos e familia sobre todos os sacrificios e renuncias que uma futura mamae deve necessariamente afrontar. E quando o assunto era viagem… sente o drama:

A mais frequente de todas as advertencias era: “Quando a herdeira nascer, esquece as tuas viagens!” – Voce nem pariu ainda e là estao os palpiteiros de plantao agourando as tuas futuras viagens – para o bem da tua filha, è claro! Mas no fundo eu sabia que nunca iria parar de viajar entao o jeito era desligar: enquanto o palpiteiro falava, meu  pensamento voava… organizando a primeira viagem em familia, obviamente.

Depois que as pessoas percebem que voce nao vai deixar de viajar por causa do teu filho, a consequencia natural è: “mas pra que viajar com um bebe tao pequeno? Ele nao vai lembrar de nada…” . Falou o esperto em memoria neonatal! E mesmo que a cria nao se lembre de nada, qual è o problema? Viajar me faz bem e se eu estou bem, minha filha està bem! O jeito è caprichar no sorrisinho amarelo e responder: “è, eu sei… mas vou aproveitar que ela nao paga atè os 2 anos!”

E nem assim o palpiteiro desiste: “Voce tà louca?! 12 horas de voo com um bebe tao pequeno?!”. E aì, apesar de bater aquela insegurança natural de mae de primeira viagem, voce respira fundo e mente despudoradamente: “Eu vou viajar naquela companhia aerea super top e reservei o serviço de “babysitter on board”, nem vamos sentir o tempo passar!

abre parenteses: esse serviço de babà a bordo existe de verdade! Eu nunca testei, to sò na vontade mesmo… fecha parenteses

Resolvido o problema do tempo dentro do aviao, là vem mais uma: “mas pra que ir pra Paris? Vai pra Pindamonhangaba! Pro bebe dà no mesmo…”  Como è que è? O que responder para uma criatura dessas? Cara-palida, pro bebe pode atè ser a mesma coisa, mas pra mim nao è!!

E depois de umas 2 ou 3 viagens com a herdeira a tiracolo: “Tadinha, voces nao param nunca! Ela deve estar super cansada…” Minha filha?! Cansada?! Ela tem energia que nao acaba mais! Cansada to eu,  de gente que fica se intrometendo na minha vida 😉

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 thoughts on “Viagens, filhos e palpiteiros

  • 22/03/2016 at 14:20
    Permalink

    Ótimo, Luisa! Nem estou grávida e já ouço essas pérolas. É um tal de “aproveita enquanto não tem filho, depois acabou”. Já nem respondo mais. O tempo dirá. =)

    Reply
  • 02/05/2016 at 02:34
    Permalink

    Os palpiteiros de plantão sempre estão a postos para dar seus “palpites”, a gente escuta e faz do nosso jeito. Eu tenho três filhos e sempre viajei com eles pra todo canto, apenas eu e meu marido! Tenho uma prima que dizia, eu me arrepio toda vez que penso em vocês pelo mundo com esses três! hahaha É uma delícia!

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *