Visita aos Masai

Os Masai sao um grupo etnico de seminomades africanos que vivem no norte da Tanzania e no Quenia. E o que os distingue dos demais grupos ètnicos è a cor vermelha sempre presente, ainda que em pequenos detalhes, nas suas vestimentas, os lobulos das orelhas alargados por causa daqueles brincos enormes, e as caracteristicas casas feitas de troncos de arvore, barro e esterco.

masaai5

Os Masai tambem sao conhecidos pela realizacao de cerimonias para a circuncisao e para a remocao do clitoris, quando os garotos e garotas atingem a puberdade. Diz a lenda que essa cerimonia de remoçao do clitoris jà nao existe mais… Quero acreditar nisso…

Quando a agencia de turismo que estava organizando nossa viagem à Tanzania nos propos uma visita aos Masai, num assentamento proximo a Ngorongoro, me enchi de duvidas. Aquilo estava me cheirando um daqueles tourist trap dos bravos e ainda por cima, nao me sinto à vontade de visitar pessoas como se estivesse visitando os animais do parque.

masaai4

Mas a curiosidade acabou falando mais alto e decidimos pagar pra ver. E pagamos caro, pois nao basta pagar o tour para a agencia, tem que pagar tambem para o Masai que vem te recepcionar na entrada do assentamento! E isso nòs sò fomos descobrir na hora!

Mal chegamos no assentamento e um simpatico Masai vem nos receber. Depois do “welcome”  a segunda frase foi: “A visita custa 50 dolares por carro, que devem ser pagos pra mim e antes de comecarmos a visita”.

masaai1

Achamos um absurdo e, antes de desembolsar alguma coisa, esperamos um pouco e fomos perguntar a outros grupos de turistas se eles tinham pagado alguma coisa e o valor. As respostas foram unanimes: 50 dolares por carro! E jà que a extorsao era generalizada e jà que estavamos ali mesmo… pagamos.

No inicio eu tinha aquele ruim no coracao de ver tanta miseria, mas depois fiz algumas contas e, por causa desses 50 dolares, acabei mudando o meu modo ver a miseria ali. Sao 50 dolares por carro X 30 carros por dia em media (informacao recebida pelo proprio Masai, mas eu acho que sao mais de 30… chegaram 6 carros na meia hora que fiquei por ali) sao 1500 dolares por dia e 45 mil dolares por mes. Ainda que eles sò recebam turistas por 3 meses num ano, a media è de 11250 dolares por mes. Onde eles enfiam esse dinheiro eu nao sei, ninguem soube me informar…

masaai2

Mas a visita foi interessante. Depois que todos os turistas presentes pagaram os 50 dolares, os Masai cantaram e dançaram segundo suas tradiçoes, revezando danças e cantos sò masculinos, sò femininos e todos juntos, inclusive com crianças participando.

Em seguida, o nosso guia Masai nos explica um pouco sobre a cultura de seu povo (as informaçoes do inicio do post foram dadas pelo guia), explica a estrutura do assentamento, como sao as casas por dentro, qual è o lugar onde ficam as cabras, o lugar onde ficam os bois, a escolinha das crianças…

Essa escolinha è um teatro. Sao umas 10 criancas, de uns 4-5 anos, com sorrisos capaz de amolecer o mais duro dos coracoes, e que ficam “lendo”, em ingles, os numeros e as silabas que uma outra crianca aponta no quadro-negro. Deve fazer uns 30 anos que ninguem apaga aquele quadro e essas pobres crianças, que sabem de cor todas as silabas, devem ser incapazes de junta-las para formar uma palavra.

masaai3

No final da visita, a infalivel visita as barraquinhas de artesanato masai. Eu tinha me interessado por uma miniatura do colar que eles usam, feito em miçangas, que se transformariam em um ima para a minha coleçao.

Mas quando perguntei o preco, me responderam: 40. Achei que fosse 40 shillings, e nem me preocupei com a conversao… Ledo engano, eles queriam 40 dolares por aquela porcaria! Devolvi na hora e comecei a voltar pro jipe para irmos ao hotel. Nesse trajeto, o preco caiu para 5 dolares, mas achei um abuso a cara de pau do vendedor e nao comprei nada.

E afinal, valeu o passeio? Apesar de ser um classico “tourist trap”, valeu. Foi bem curioso e diferente.

Recomendo? Sò para aqueles que tenham 50 dolares sobrando e muita curiosidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

30 thoughts on “Visita aos Masai

  • 17/07/2009 at 01:02
    Permalink

    Agora a coisa começou a melhorar. Eu preciso de gente! Tourist trap? Não se acanhe, isso é turismo antropológico puro! E como você viu, eles não estão sendo explorados. Sabem que somos “ricos”, que viemos de uma estrutura socio-cultural completamente diferente e, por isso, enfiam a faca! É como conhecer as tribos do Alto Xingu, os indios Urus da Bolívia ou os aborígenes australianos. E como você disse, dinheiro sobra ali. Aquilo que nos parece miséria é, na verdade, o modo de vida deles! Ah, e os 40 dólares pelo colarzinho… será que é alguma ascendência turca? hohohoho!

    Reply
    • 17/07/2009 at 11:33
      Permalink

      Oi Silvia,
      Concordo contigo! E nao me incomodaria de pagar para visitar os Masai, pelo contrario! Eu nao gostaria que turistas entrassem na minha casa de graça e tb acho que turista tem mais è que gastar dinheiro no destino, para ajudar a promover o lugar.
      O que eu nao gostei foi o modo da cobrança… Me senti extorquida. Bastava alguem ter avisado antes que, no conforto do meu hotel, eu decidiria se valia a pena ou nao fazer o passeio.
      E o que eu vi por toda a Tanzania, nao sò nesse assentamento Masai, è exatamente o que vc disse: “aquilo que nos parece miseria è, na verdade, o modo de vida deles”. Essa viagem foi uma liçao e tanto pra mim!
      Bjs

      Reply
  • 19/07/2009 at 12:16
    Permalink

    Oi Luisa. Adorei o destino da tua lua de mel. A minha foi Chile…deserto do atacama e Ilha de Páscoa. Fantástico também.
    Auguri aos noivos 🙂

    Beijos

    Reply
  • 21/07/2009 at 15:27
    Permalink

    Oi Luisa, acabo de descobrir seu blog e já fiquei encantanda com seu relato sobre a Tanzania. Eu estou começando como blogueira de viagens e acho fantástico ver blogs tão bem estruturados e interessantes quanto o seu. Parabéns. Espero um dia chegar lá.
    Renata

    Reply
  • Pingback: Luisa na Tanzânia | Viaje na Viagem

  • 22/07/2009 at 12:14
    Permalink

    Oi Luiza!
    Essa sua viagem esta o maximo!
    Como te disse antes estou planejando uma viagem a Tanzania ano que vem, one vou escalar o Kilimanjaro com meu marido e depois vamos fazer uns dias de Safari e uns dias em Zanzibar.
    Seu relato eh preciosissimo! Eh tao dificil achar boas infomracoes sobre essa regiao!
    Estou amando as fotos!
    Beijos
    Dri Miller

    Reply
  • 23/07/2009 at 00:25
    Permalink

    Luíza, os posts estão excelentes, como sempre!
    Vou já mostrar pro marido, que é louco por ir na Tanzânia…
    Obrigada!

    Reply
  • 23/07/2009 at 00:26
    Permalink

    Ai, LuiSa, desculpa, errei o seu nome (eu copiei aí de cima, e me dei mal).
    Sorry!

    Reply
  • 24/07/2009 at 18:01
    Permalink

    Luisa, esse tipo de passeio é bem polêmico mesmo. Concordo bem com o que você disse “nao me sinto à vontade de visitar pessoas como se estivesse visitando os animais do parque”.

    Sinceramente não sei se faria um passeio desses! Mas assim como há pessoas que não vão a campos de concentração, eu já fui e achei muito interessante e acima de tudo emocionante.

    Você já leu o livro “Infiel: a história da mulher que desafiou o Islã”? Eu acabei de devorar. É a biografia da autora e relata hábitos e crenças dos povos africanos e claro do Islã. Circula entre vários países como Quênia, Somália, Etiópia, Arábia Saudita e Holanda. Ela mesma teve seu clitóris estirpado na infância. Recomendo.

    Reply
  • 25/07/2009 at 22:18
    Permalink

    Olá,

    Parabéns pela iniciativa de escrever um blog sobre viagem e turismo.
    Desejo-lhe sucesso!
    Um abraço,

    Reply
  • 30/07/2009 at 20:47
    Permalink

    Parabéns pelo seu blog. Tem informações preciosas. Vi que você postou meu link no seu blogrool. Quero agradecer e vou incluir, também seu link na minha lista.
    Claudia

    Reply
  • 28/08/2009 at 10:42
    Permalink

    Nossa, sou doida para conhecer a África! É muito interessante!

    Reply
  • 30/08/2009 at 22:00
    Permalink

    Oi Luisa, nao estou comentando mas estou acompanhando, sempre entro tao na correria ultimamente, mas queria mesmo antes de dizer tudo isso, que sua uniao seja abencoada com muito amor, cumplicidade, paz, saude, dedicacao e momentos felizes, e que nos momentos nao tao felizes que os dois lembrem-se que tem a forca do outro tambem para enfrentar tudo!!!!

    Beijos carinhosos

    Reply
  • 02/09/2009 at 18:07
    Permalink

    Oi Alline,

    Sabe que a Ilha de Pascoa tá na minha lista faz tempo… Que delicia de lua de mel deve ter sido!
    Bjs

    Reply
  • 02/09/2009 at 18:09
    Permalink

    Oi Renata,

    Obrigada. Já passei lá pelo teu blog e adorei! Vou adicioná-lo aos meus preferidos.

    Bjs

    Reply
  • 02/09/2009 at 18:11
    Permalink

    Oi Dri,

    Fico contente que meu blog tá colaborando com a tua viagem. Se eu puder ajudar com alguma coisa, é só perguntar!

    Bjs

    Reply
  • 02/09/2009 at 18:14
    Permalink

    Oi Dani S.

    Se o seu marido for parecido com o meu, logo, logo ele te convence e vc tb vai ficar louca pela Tanzania! 🙂

    Bjs

    Reply
  • 02/09/2009 at 18:17
    Permalink

    Casal Raupp

    Eu acho que no final das contas toda experiencia em viagens é valida. Tb fui visitar um campo de concentraçao e adorei a visita apesar de ter ficado com um “ruim” no estomago de ver tudo aquilo.

    Vou procurar o livro, obrigada pela dica!

    Bjs

    Reply
  • 02/09/2009 at 18:19
    Permalink

    Oi Claudia

    Seu blog tb tá cheio de informaçoes preciosas! Parabéns!

    Bjs

    Reply
  • 02/09/2009 at 18:24
    Permalink

    Oi Adri

    Pois é… To passeando tanto que deixei o blog meio de lado… 😳

    Eu vi hj esses carros-vasos pelas ruas. São bem bonitinhos, mas vou confessar que o meu lado moradora que tem carro não gostou muito não… Já é dificil encontrar estacionamento na cidade, e os poucas vagas disponiveis eles ocupam com vaso!!! Enfim…

    Enquanto seus posts da Italia nao vem, eu estou me divertindo com os posts dos USA! 😉

    Bjs

    Reply
  • 02/09/2009 at 18:26
    Permalink

    Oi Coga,

    E a Tanzania é um lugar que vale muito a pena ir! E eu já estou sofrendo do “mal da Africa”, morrendo de vontade de voltar! 🙂

    Bjs

    Reply
  • 02/09/2009 at 18:28
    Permalink

    Oi Patsy

    Brigadao! Eu tb ando muito relapsa com a minha vida “virtual”… Mas acho que agora retorno à rotina!

    Muitas felicidades e um pouco menos de correria pra vc! 😉

    Bjs

    Reply
  • 03/09/2009 at 04:53
    Permalink

    Luisa, Concordo que o modo de cobrança pela visita foi desagradável. A própria agência poderia ter avisado que isto aconteceria, não? Além disso, esse tipo de visita dá margem a polêmica e acho que quando tudo fica bem esclarecido é melhor. De qualquer forma, tenho certeza de que foi uma experiência e tanto!Abç,

    Reply
  • 03/09/2009 at 14:18
    Permalink

    Oi Lu

    Tb achei super desagradavel. E o problema nao è o dinheiro! Eu sò gostaria de ter tido a oportunidade de saber antes o preco e sò entao decidir se gostaria de fazer o passeio…. E’ pedir muito?
    Mas me diverti mesmo assim… 😉

    Bjs

    Reply
  • 25/09/2010 at 20:16
    Permalink

    Namasté! Sabe achei que devia de ter aproveitado melhor a sua viagem porque eu ficaria feliz se eles me aceitassem para viver na sua aldeia. Sentiu-se extorquido… tenho pena de si… Como disse um comentarista se tivesse que abrir as portas de sua casa 3 meses, por anos e anos, a pessoas que não conhece de lado nenhum mas que sentem uma curiosidade incontrolável em conhecê-lo de certeza que levaria dinheiro por essas visitas. Sabe eu acredito que os Masai não são pobres… São felizes. De certeza que se as visitas e a entrada de dinheiro que estas lhes porpocionam acabassem, eles continuriam a viver felizes. Não leve a mal este desabafo mas a nossa sociedade ocidental não é assim tão evoluída quanto isso. Talvez os Masai guardem o dinheiro para que se um dia essa sociedade dita evoluída os quiser “engolir” eles possam ter dinheiro para comprarem as terras onde vivem para assim poderem manter o seu modus vivendo. Assim poderá estar viva no futuro um dos povos antigos que conseguiu proliferar e manter-se unido como uma família. Ao contrário daqueles que se vendem a um sistema, corrupto e ditatorial, por dinheiro todos os dias. Eles não se vendem… são livres. Aqueles que partilharem os 50 dolares para os visitar não devem achar que o estão a pagar muito. Pelo contrário, deviam de acreditar que o dinheiro que dão é um nada para poderem usufrir,por momentos, do que é ser parte da História da Humanidade ( como eles o são) e no fundo perceber a diferença entre nós e eles.
    Bem haja!

    Reply
  • 26/09/2010 at 16:26
    Permalink

    Luena,
    Apesar de eu achar que os 50 dolares foram muito dinheiro pela visita, acho tambem que as “atraçoes turisticas” devem ser cobradas e que cada “atraçao” deve cobrar quanto achar melhor. E’ um direito deles!

    O meu problema è que eu tb tenho o direito de saber de quanto vai me custar o tal “passeio” antes de faze-lo, para que eu possa decidir se vale a pena ou nao ser feito.

    Nao me senti extorquida pelo valor (ainda que ache que tenha sido alto), me senti extorquida pelo modo como se deu a cobrança: fui pega de surpresa, eu nao sabia da cobrança desse valor; e alem disso, os masais foram bem pouco gentis ao me cobrar e eu nao tinha a opçao de voltar atras e nao fazer o passeio, afinal jà estava là, no meio do nada, hà 1 hora de distancia do meu hotel. Se isso nao se chama extorsao, eu nao sei que outro nome dar.

    E nao precisa ter pena de mim, a minha viagem foi muito bem aproveitada!

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *